Postado por: Rubens Ennes domingo, fevereiro 4

Ruínas de Petra na Jordânia, região que já foi ocupada pelos edomitas.


Os edomitas eram descendentes de Esaú e sofreram na pele a consequência do seu desprezo e profanação (Gn 27.40),  o reino de Edom esteve por anos subordinado aos filhos de Israel. Durante a queda de Jerusalém pelas mãos dos babilônios, este povo que era vizinho ao reino de Judá teve tanto prazer no dia da calamidade dos judeus, que era como se tivessem revivendo o ódio e ressentimento que separou os filhos gêmeos de Isaque.

Contemporâneo dos profetas Jeremias e Ezequiel, Obadias é autor do menor livro do Antigo Testamento, onde está registrado a revelação do juízo de Deus contra Edom:  
"Mas tu não devias ter olhado com prazer para o dia de teu irmão, o dia da sua calamidade; nem ter-te alegrado sobre os filhos de Judá, no dia da sua ruína; nem ter falado de boca cheia, no dia da angústia; não devias ter entrado pela porta do meu povo, no dia da sua calamidade; tu não devias ter olhado com prazer para o seu mal, no dia da sua calamidade; nem ter lançado mão nos seus bens, no dia da sua calamidade; não devias ter parado nas encruzilhadas, para exterminares os que escapassem; nem ter entregado os que lhe restassem, no dia da angústia." (Ob 12-14)

A destruição de Jerusalém aconteceu com a permissão de Deus que estava disciplinando o Seu povo, os edomitas não deveriam ter interferido, mas, eles não se contiveram ante a oportunidade de atingir os israelitas logrando vantagens por terem se aliado a Nabucodonosor, e por isto, participaram ativamente da invasão, saqueando a cidade e executando cruelmente os judeus que conseguiam escapar.  

A sabedoria bíblica nos alerta: "Quando cair o teu inimigo, não te alegres, e não se regozije o teu coração quando ele tropeçar; para que o SENHOR não veja isso, e lhe desagrade, e desvie dele a sua ira." (Pv 24.17) A maldade dos edomitas custou caro e anos mais tarde o castigo anunciado pelo profeta Obadias se cumpriu:"como tu fizeste, assim se fará contigo; o teu malfeito tornará sobre a tua cabeça." (Ob 15),  Edom é atacada, conquistada e saqueada pelos seus antigos aliados, os babilônios.

Quando observamos o nosso interior com sinceridade, podemos constatar  quão maligno o coração humano pode ser. Por exemplo, é inegável que todos já fomos tentados a celebrar intimamente o fracasso dos nossos desafetos, a tarefa de amar nossos inimigos nunca foi fácil para ninguém. Nossa dificuldade de amar biblicamente é exposta no prazer imediato que é sentido diante da ruína daqueles que contam com a nossa antipatia ou aversão.

De vez em quando, este sentimento vingativo brota camuflado de senso de justiça, quando hipocritamente alegamos estar contentes apenas porque o bem prevaleceu, o mal não saiu  impune ou ainda, que Fulano de Tal só teve o que mereceu, etc. Mas, e quanto a nós? E se recebêssemos fielmente toda a paga dos nossos atos injustos e pecaminosos? O que se deseja secretamente é uma justiça parcial, que execute punição rigorosa aos outros (em especial, os que já condenamos e sentenciamos no coração), mas, quando chega a nossa vez, queremos ser poupados em nome da misericórdia.

Refletir sobre isso pode nos ajudar a voltar ao prumo, pois, às vezes, nos esquecemos que "as misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos" (Lm 3.22). Se achamos que Deus está "fazendo justiça" na vida alguém que merecia um castigo, não diga "bem feito", mas, se lembre dos edomitas e coloque suas nossas barbas de molho "porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo filho a quem recebe" (Hb 12.6). Deus renova Sua misericórdia para conosco a cada manhã, sejamos gratos e ao invés de tripudiar sobre a angústia de um filho que está sendo disciplinado, tenhamos compaixão e oremos para que haja arrependimento e salvação.










Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu