Postado por: Rubens Ennes sexta-feira, agosto 18


Um grupo de profissionais empenhava-se freneticamente 
na construção de uma grande obra.
Um engenheiro experimentado, constatou o alto risco do empreendimento e advertiu:
- Como está sendo construída, essa obra vai ruir!
Repetiu a advertência, vários dias seguidos, inutilmente.
Todos olhavam desdenhosos, sem prestar atenção às suas explicações técnicas.
Faltando pouco para ser concluída, a obra desmoronou, ruidosamente.
O engenheiro foi punido, severamente, por ter atraído mau agouro.

A injustiça sofrida pelo engenheiro é a mesma que tem sido feita pelo homem em relação a Deus, quando ignora os Seus constantes avisos e segue obstinadamente o seu próprio jeito de ser, fazer e viver, mas, que no dia da calamidade olha para o céu e pergunta a Deus: “Porque o Senhor fez isso comigo, porque deixou isso acontecer?”. 

"É a insensatez do homem que arruína a sua vida, mas o seu coração se ira contra o Senhor." (Provérbios 19.3)


Observe que a origem dessa indignação descabida está no coração, que incentiva o homem falto de juízo a terceirizar sua própria culpa e o impede de enxergar que sua insensatez tem sido a razão da vida arruinada que leva.

Que nunca nos falte o bom senso, a humildade e a coragem para assumir a responsabilidade que temos sobre as escolhas que fazemos.









Comentários
1 Comentários

{ 1 comentários ... read them below or add one }

  1. Pura verdade, as pessoas destroem o planeta, são gananciosos, egoístas, etc.
    e depois perguntam a Deus, por que?
    Walace Campos

    ResponderExcluir

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu