Postado por: Rubens Ennes sábado, dezembro 17



A sinceridade é uma das virtudes mais belas que podemos encontrar em uma pessoa. Os sinceros não precisam disfarçar ou esconder suas intenções, e os admiramos porque são verdadeiros e nos inspiram confiança pela transparência que demonstram. Em contrapartida, a falsidade e a hipocrisia fazem parte das características que mais odiamos e que mais podemos encontrar tanto no mundo, quanto em nossas comunidades e congregações cristãs. 

Realizando o trabalho de resgate, conheci pessoas que defendiam seu afastamento da presença de Deus com a seguinte justificativa: “se é para estar na igreja fazendo tudo errado como muitos hipócritas fazem, então eu prefiro nem ir. Pelo menos eu estou sendo sincera...” 
Sabemos que de nada adianta termos grande conhecimento das Escrituras se não a praticamos, como também não adianta frequentarmos assiduamente uma igreja, se não vivermos em obediência a voz de Deus, mas, o que fazem em nome da sinceridade tem outro nome, conversa mole pra boi dormir. 

A conversão começa numa decisão firme de sujeitar nossas vontades a Deus e se houvesse sinceridade, talvez diriam a si mesmas: “Se é para estar na igreja fazendo tudo errado, então eu decido agora tomar vergonha na cara e mudar as minhas atitudes”. Não tenho dúvidas que o Espírito que nos dá a assistência que precisamos nos momentos de fraquezas iria imediatamente começar a sustentá-las em sua decisão. 

O problema é que no âmago de suas almas parece não existir o desejo sincero de mudar suas atitudes, é possível que estejam confortáveis com o desencargo de consciência obtido através dessa desculpa fajuta que inventaram ao rotularem a si mesmos como "sinceros". Não abrem mão da maligna zona de conforto espiritual por saberem que o processo de mudança é dolorido, exige comprometimento e sacrifício. E é justamente disto que estão fugindo. 
"Cada um zomba do seu próximo, e não falam a verdade; ensinam a sua língua a proferir mentiras; cansam-se de praticar a iniqüidade. Vivem no meio da falsidade; pela falsidade recusam conhecer-me, diz o SENHOR." (Jeremias 9.5-6)
Muito pior do que estar vivendo na prática do pecado, é não ter a humildade para reconhecer a triste condição em que se encontra e que precisa de ajuda. O Espírito Santo deseja que reconheçamos nossas falhas e fraquezas, que haja arrependimento do pecado cometido e que entreguemos nossa vida a Ele verdadeiramente e não da boca para fora...

Caso você tenha se identificado com o texto acima, seja honesto consigo mesmo(a) e jogue limpo com Deus, Ele NÃO exige que você dê uma explicação que venha justificar o seu erro. Nada disto! O Senhor Jesus não deixa de nos amar por causa de um ou de vários outros pecados, porém, Ele NADA poderá fazer para ajudar e principalmente, salvar até que haja uma entrega de vida realmente sincera de nossa parte.


Rubens Ennes


















Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu