Postado por: Rubens Ennes sexta-feira, janeiro 15



Boa noite! Gostaria de pedir um aconselhamento sobre determinado assunto. Estou na Igreja há anos, já me converti verdadeiramente, mas mesmo assim, sempre que há uma brecha eu caio no pecado. E sempre Deus me toca e eu volto a servi-lo. Mas sei que isto está errado e as vezes sinto que tenho que me libertar de vez do pecado, mas não sei como fazê-lo! E no momento atual em que eu vivo, eu não estou conseguindo nem falar com Deus mais de tão atolada que estou! Gostaria de pedir uma palavra de aconselhamento! Será preciso um retiro de libertação ou não?Agradeço desde já, Giovanna


Olá Giovanna. Talvez, você tenha apenas se convencido de algo que nunca aconteceu em você. Pelo seu relato, me parece que jamais houve solidez em sua suposta conversão, pois, bastava surgir uma ocasião propícia que você sempre acabava caindo em tentação. O nome disto não é conversão.

Todos nós pecamos, mas, o convertido não vive na prática do pecado, não é dominado por ele.  Mas, não escrevo isto em tom condenatório como se você fosse a criatura mais pecadora do universo e eu, a alma mais santa e pura, claro que não! Apenas destaquei uma possível falta de conversão verdadeira, por ser bastante comum que muitas pessoas confundam a conversão com uma emoção que experimentaram num momento de forte apelo para a Salvação durante um culto que participavam ou de um louvor que entoavam. E sabemos que as promessas que fazemos em meio uma grande comoção, não costumam ser cumpridas. A palavras podem até terem sido ditas com sinceridade, mas, não com a consciência do que elas significam e no que elas nos implicam.

Quando a conversão é consciente e não emotiva, nos lembramos do compromisso que um dia assumimos com Deus toda vez que o pecado vem nos assediar e por isto, recebemos a força do Espírito para podermos resistir. Nossa carne pode ser fraca, mas o Espírito Santo está pronto para nos sustentar, e é preciso que nos voltemos totalmente para Ele.


A dificuldade que hoje você encontra ao tentar conversar com Deus é fruto de um distanciamento que você permitiu acontecer. No entanto, você não precisa de nenhum “retiro de libertação” para se reencontrar com o Criador, pelo contrário, é mais simples do que você pensa. Basta você fazer agora mesmo, uma oração sincera em nome do Senhor Jesus que você já estará frente a frente com Deus novamente. Você pode não estar se achando digna de ser atendida pelo Altíssimo, se sentindo fraca e desanimada, mas, saiba que Ele está a espera de uma atitude firme de sua parte em direção a Ele, se arrependendo do que cometeu e se concertando com Deus. Que Deus a abençoe.

Atenciosamente,
Rubens Ennes | sentidounico.org












Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu