Postado por: Rubens Ennes segunda-feira, julho 6



Quando tentou derrubar o Senhor Jesus usando citações bíblicas, satanás se mostrou conhecedor da Palavra (Mt 4.4). Entendo que jamais fez qualquer esforço para mudar a sua condição de caído porque a própria Escritura decreta sua condenação. (Jo 16.11)

Enquanto, muitos tem ficado indiferentes à Voz de Deus, o diabo sabe muito bem o poder que existe nas Sagradas Escrituras, ao ponto de crer, tremer e trabalhar para tirar o máximo de proveito que puder. (Tg 2.9) O triste é que o maligno tem feito isso com competência, conseguindo usar mais a Palavra em seu próprio favor do que muitos cristãos. Por exemplo, ele usa pensamentos negativos, sentimentos enganosos, situações adversas e até pessoas próximas para semear dúvidas na mente humana porque sabe que: o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa” (Tg 1.6-8).

Você já percebeu que a toda pessoa que procura por seus serviços, os servos do maligno fazem algum tipo de pedido a ela? Não importa se é algo simples e fácil de se conseguir ou difícil e complexo de ser feito, o objetivo é um só: submeter a pessoa a uma ordem qualquer só para poder, respaldado pela Palavra, se assenhorar daquela vida. Veja o que está escrito: "Não sabeis que daquele a quem vos ofereceis como servos para obediência, desse mesmo a quem obedeceis sois servos, seja do pecado para a morte ou da obediência para a justiça?" (Rm 6.16)

A ignorância e a incredulidade na Palavra de Deus são os principais aliados de satanás para alcançar seus objetivos de morte e destruição. Uma vez que passamos a conhecer a Palavra, ignorância espiritual já não serve de justificativa e só resta uma razão para não haver em nossa vida a plenitude das Promessas de Deus, a descrença na maior de todas as Verdades, a poderosa Palavra da qual nem o diabo despreza.

Mas, houve quem não desprezou a Promessa, preste muita atenção nisto:
"Abraão, esperando contra a esperança, creu, para vir a ser pai de muitas nações, segundo lhe fora dito: Assim será a tua descendência. E, sem enfraquecer na fé, embora levasse em conta o seu próprio corpo amortecido, sendo já de cem anos, e a idade avançada de Sara, não duvidou, por incredulidade, da promessa de Deus; mas, pela fé, se fortaleceu, dando glória a Deus, estando plenamente convicto de que ele era poderoso para cumprir o que prometera." (Rm 4.18-21)

Não adianta sermos privilegiados em poder contar com uma arma tão poderosa a nosso favor, se não sabemos extrair dela tudo o que pode nos oferecer. Abraão soube e a aproveitou muito bem, alcançando através de sua vida os seus próprios sonhos e principalmente, os sonhos de Deus.

Pr. Rubens Ennes


Curta nossa página: facebook.com/pastorRubensLucas











Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu