Postado por: Maysa Machado sexta-feira, julho 3


Falando sobre um assunto delicado chamado “prioridade”, quero lembrar de uma passagem da bíblia que ensina algo primordial pra quem quer viver a fé sobrenatural. Ao final, colocaremos um fim nas desculpas esfarrapadas sobre escolhas ruins pela necessidade, e abriremos nossos olhos quanto à salvação.

Após Jesus ser batizado nas águas, desceu sobre Ele o Espírito Santo, que o conduziu ao deserto. Obvio! Ninguém é levado aos desertos da vida pra comemorar, mas podemos, assim como Jesus, sair das situações tentadoras vitoriosos, se permanecermos em Deus.

“Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome; E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães.
Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.“- Mateus 4:1-4

Pensa comigo! É normal estar com fome e querer comer? Claro que sim. Mas naquele momento convinha fazer aquilo? Claro que não.

A pedra simboliza o Altar, o seu propósito, aquilo que é firme e eterno. O pão simboliza a fome, as necessidades humanas. Não importa quantos pães você coma, logo sentirá fome novamente. Quando suas prioridades são espirituais, mesmo existindo necessidades físicas/ naturais/ carnais, o que deve prevalecer é o seu foco na fé, a obediência à voz do Espírito Santo e o sacrifício.

Quando Jesus disse: “… de toda a palavra que sai da boca de Deus.” mostrou ao diabo que a voz dele estava sendo ignorada, junto com sua oferta. E que mesmo tendo necessidades, estava ali priorizando o que é eterno.
Conciliar nossa fome humana com as ofertas terrenas é uma combinação fatal de servidão ao diabo. 

De repente, você não se identifica com a atitude do Senhor Jesus, pois sempre que suas necessidades carnais batem à porta você esquece as espirituais e cede. O diabo sempre usará a nossa fome contra nós, e mesmo não nos obrigando a nada, sugere o que parece justo pra aliviar a nossa dor. ”Você também é filho de Deus e merece um agrado” – costuma ser assim, lembra? “Se tu és o Filho de Deus, blá blá blá..”

O problema é que esse alívio oferecido, em qualquer situação é temporário e enganador. E muitos tem trocado a eternidade para fugir de perrengues, abortando a missão que lhes foi dada: Sujeitar- se a Deus e resistir ao diabo, e com isso tem comido, dia após dia, o pão que o diabo amassou.

Será que não temos usado o que está ao nosso alcance para justificar nossos erros? Vamos pensar! Você faz uma aliança sentimental com pessoas que professam uma fé diferente da sua e justifica com a dor da solidão que estava vivendo? Você investe em si aquilo que deveria investir no Altar, já que considera suas emergências uma prioridade? Deus lhe dá uma direção e você segue, mas no meio do caminho, uma oferta tentadora lhe faz voltar atrás, afinal “você precisava tanto”?

Onde você tem chegado com seus pães? Qual tem sido o seu progresso espiritual e até mesmo aqui na terra? Pior do que viver uma vida de migalhas é perder a salvação, pois não dá pra ser salvo servindo a voz do diabo.

Após ter o comportamento que teve sabe o que houve com Jesus?
“Então o diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos, e o serviam.” – Mateus 4:11

Vale a pena sacrificar!

Maysa Machado













Comentários
1 Comentários

{ 1 comentários ... read them below or add one }

  1. Gostei muito da análise da qual você discute a representação dos pães para a vida espiritual e, utiliza essa analogia da situação que o Senhor Jesus passou para momentos em que é necessário sacrificar a fome, que por si só, se desdobra em muitos significados que podem ser pessoas para cada pessoa. Vale a pena meditar no texto, parabéns!!!!

    ResponderExcluir

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu