Postado por: Rubens Ennes quarta-feira, dezembro 10



“Mas eu pensei: são apenas os pobres que são insensatos, pois não sabem o caminho do SENHOR, o direito do seu Deus. Irei aos grandes e falarei com eles; porque eles sabem o caminho do SENHOR, o direito do seu Deus; mas estes, de comum acordo, quebraram o jugo e romperam as algemas. Por isso, um leão do bosque os matará, um lobo dos desertos os assolará, um leopardo estará à espreita das suas cidades; qualquer que sair delas será despedaçado; porque as suas transgressões se multiplicaram, multiplicaram-se as suas perfídias.” (Jeremias 5.4-6) 

Os grandes a quem Jeremias se refere, eram as pessoas da alta sociedade israelita, consideradas inteligentes e bem sucedidas, e que tinham sua opinião respeitada pela maioria. O profeta acreditava que se os grandes, as pessoas importantes de Israel, entendessem e dessem ouvidos ao que Deus falava, todo o restante do povo os seguiriam para um grande conserto com Deus. 

Havia a esperança de que talvez, só faltasse um pouco de informação a respeito da gravidade do afastamento de Deus daquela nação, mas, tudo caiu por terra quando ele encontrou nessas pessoas a mesma dureza de coração e indiferença que havia encontrado nas demais. Esta recusa em obedecer a Deus significava rejeição ao próprio Criador e resultaria em severas consequências que atingiria igualmente a todos, grandes e pequenos, sem nenhuma distinção. 

Todos nós já buscamos melhorar de alguma forma quem somos ou o que temos para sermos um pouco mais respeitados no meio que vivemos. Existem porém, aqueles que se deslumbram com isso e são capazes de extrapolar todos os limites, agindo inescrupulosamente só para garantir o seu lugar entre os “grandes” desta terra. O que não levam em consideração é que o padrão deste mundo corrompido é baixo e por isso, qualquer impressão que possamos deixar no final das contas é vã.

Não importa o quanto possamos melhorar aos olhos da sociedade, seja em nossa aparência ou na conta bancária, essas coisas fazem apenas os homens mudarem o trato conosco; diante do Senhor Deus, nada muda, o Todo Poderoso não se impressiona com diploma, patrimônio, beleza ou autoridade. Sempre seremos apenas almas. Arrependidas ou não, almas que mais cedo ou mais tarde terão que dar conta do que fizeram com suas vidas neste mundo.





- Leia também: Grande aos olhos de Deus








Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu