Postado por: Rubens Ennes terça-feira, dezembro 16



Mesmo em um grupo pequeno formado por pessoas simples, como eram os doze discípulos que andavam lado a lado com o Senhor Jesus, existia aqueles que desejavam ser melhores ou de alguma forma, superiores aos demais. Este fato me fez pensar que não precisa de muito para que a vaidade, a ganância ou qualquer outro desejo carnal comece a pulsar mais intensamente dentro de nós. 

"Tendo eles partido para Cafarnaum, estando ele em casa, interrogou os discípulos: De que é que discorríeis pelo caminho? Mas eles guardaram silêncio; porque, pelo caminho, haviam discutido entre si sobre quem era o maior.” (Marcos 9.33-34) 

Aquele silêncio dos discípulos sinalizou o reconhecimento de que estavam errados e que haviam se desviado da proposta do seu chamado. Quando observamos quais tem sido os assuntos principais de nossas conversas no dia a dia, conseguimos enxergar a qualidade do nosso relacionamento com Deus. Nossos assuntos preferidos indicam o que está sendo mais importante naquele momento em nossa vida. 

Até mesmo as orações que fazemos podemos nos ajudar a conhecer nosso estado espiritual. Basta considerarmos qual tem sido o teor das nossas conversas com Deus, o que temos pedido está mais ligado com a nossa vontade ou com a dEle? 

“E ele, assentando-se, chamou os doze e lhes disse: Se alguém quer ser o primeiro, será o último e servo de todos." (Marcos 9.35) 

Geralmente, a pessoa que conquista algum destaque ou exerce algum tipo de autoridade alcança além de algumas regalias, o respeito e a admiração de grande parte da sociedade, isto é natural. Aliás, carecemos de boas referências para inspirar a nossa geração se mostra um tanto desorientada. Porém, há quem se iluda com o reconhecimento e fique obcecado em adquirir cada vez mais status, passando a viver em função de superar a expectativa alheia, só para não perder a “majestade”. Escrevi sobre isto no artigo “Grande aos olhos do Mundo”. 

Diante de Deus a realidade é outra. Para o Espírito Santo, não importa a aparência ou a condição; para Ele, grande é o que se esvazia de si mesmo, que não menospreza a ninguém, que trata a todos com respeito como se fossem seus superiores e por isto, serve ao seu próximo de todo o coração. Mas, poucos se dispõe a isto. 

Servo de Deus é aquele que voluntariamente abre mão de ter direitos, razão ou reconhecimento. E a humildade, a obediência, o temor e a fidelidade são as principais características destes servos. Pense comigo: de nada adianta conseguir colocar o nome na história, entre os grandes desta terra, se o nosso nome não estiver no mais importante livro, o Livro da Vida.












Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu