Postado por: Beatriz Lima terça-feira, agosto 12


Sabe quando você tem tudo sob controle, tudo está andando em sua vida e não tem dúvida que terá um futuro brilhante, e de repente, sem perceber dá tudo errado, e você pergunta, “meu Deus, o que eu fiz para merecer tanto sofrimento? Onde está o Senhor, que não está vendo minha situação? Eu não faço mal a ninguém, sou honesta, tudo que tenho foi conquistado com o suor do meu trabalho, por que isso?”

A bíblia diz que Jó era um homem bom, honesto, temia a Deus e procurava não fazer nada que fosse errado (Jó 1:1). Então qual seria seu problema? Aparentemente nenhum, mas quando deu tudo errado em sua vida e perdeu tudo que tinha, não entendeu nada daquilo e se justificava diante de Deus por ser um homem reto e perguntava que pecado havia cometido para passar por todo aquele sofrimento.  Por se achar tão correto não conseguia ver em si nenhum defeito. E depois de tanto reclamar, lamentar e desejar a própria morte, pôde reconhecer que conhecia a Deus só de ouvir, ou seja, por terceiros.

Esse é o problema de muitas pessoas que não conseguem enxergar seus próprios erros, e colocam a razão de seus problemas apenas nos outros e até em Deus. Será que Deus em sua infinita grandeza, justiça e sabedoria seria injusto conosco? O fato é que o ser um humano tem uma tendência de achar que por ele ser uma pessoa boa, honesta simplesmente ela tem direito de tudo de bom, e qualquer mal ou dificuldade que lhe aconteça é injustiça de Deus ou seja lá de quem for. E só quando o "calo" aperta que mostra quem ela é, e no último da dor que aparece (quando aparece) um fio de humildade de reconhecer a sua insignificância diante do todo-poderoso e buscar Nele ajuda. São pessoas em sua maioria religiosas, com uma vida regrada, mas não conhecem a Deus, só tem informações de sua existência, mas ainda não viram, não experimentaram do seu poder.
Só quando há o reconhecimento do seu pecado, depois o arrependimento é que há libertação e consequentemente salvação.

Portanto, é imprescindível analisarmos se realmente estamos na fé, o contrário disso é a dúvida, o medo, a insegurança, e tudo que não provém de fé é pecado. Ninguém pode fazer isso por você, é uma atitude estritamente individual, você escolhe em continuar se convencendo de que conhece a Deus, ou vir se o conhece de verdade. E depois disso, seus olhos verão o que ainda não tinham visto até então, o próprio Deus!
"Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas. Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o Senhor, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor."  (Jeremias 9.23-24)

Na fé,
Beatriz Lima










Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu