Postado por: Rubens Ennes domingo, maio 18



O encontro com a verdade do Evangelho é transformador e tem sido um divisor de águas na vida de muitas pessoas. Porém, apenas uma minoria sabe realmente o que esta gloriosa experiência significa, sendo que a grande parte continua vagando desnorteada e sem paz, mesmo dentro das igrejas. Uma maioria que se recusa a assumir a responsabilidade pelos fracassos e que costuma viver buscando algo para depositar a culpa e alguém que resolva todos os seus problemas.

Por este motivo, mudam com frequência de denominação religiosa e desesperadamente, entram em tudo quanto é porta na esperança de alcançarem uma melhora em suas vidas. Mas, lugares não mudam pessoas, nem pessoas são capazes de mudarem outras. Não existe mágica! A mudança de vida é um processo que começa quando temos a humildade para reconhecer que do nosso jeito não está funcionando e que é preciso urgentemente mudar o próprio jeito de ser, pensar e agir, antes que seja tarde demais.

Mas, enquanto não existir coragem o suficiente para enfrentar a realidade, alguém tem que pagar o pato. E geralmente, quem acaba levando toda a culpa são as pessoas que pertencem a religiões afro (Candomblé, Umbanda, etc.), que são acusadas por alguns evangélicos, de causarem desordem e destruição na vida de seus respectivos vizinhos ou colegas de trabalho.

Não importa se o “cristão” é um pai ausente, um marido desequilibrado, um funcionário negligente, um empresário displicente ou um filho ingrato; também não importa se a “mulher de deus” é uma vizinha fofoqueira, uma esposa desrespeitosa ou uma mãe insegura, uma pessoa desonesta e sem palavra, a culpa é sempre da vizinha macumbeira. Esta é razão de muitos chegarem ao ponto de cogitarem sair do emprego ou mudar de casa.

Em todos os lugares, seja na vizinhança, no local de trabalho, entre familiares e até mesmo em nossas igrejas, sempre iremos encontrar algumas pessoas invejosas ou que desejem o nosso mal; e se começarmos a subir na vida, a tendência é que esse tipo de pessoa se multiplique. Portanto, se você realmente acha que o único motivo de sua vida estar travada são as pessoas “carregadas” que você tem ao seu redor, é melhor que você faça suas malas e se mude para outro planeta.

É inegável a ação destruidora da feitiçaria ou inveja em nosso mundo. “Cruel é o furor, e impetuosa, a ira, mas quem pode resistir à inveja? ” (Pv 27.4). Se por um lado, a batalha espiritual que acontece debaixo de nosso nariz não pode ser subestimada, ela também não pode ser superestimada. O que me incomoda é ver pessoas atribuindo ao diabo mais força que ele possui, como se o Deus Todo-Poderoso não fosse tão poderoso assim.

Observe o que está escrito: "O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem e os livra.(Salmos 34.7) e ainda: "O temor do SENHOR conduz à vida; aquele que o tem ficará satisfeito, e mal nenhum o visitará. ” (Provérbios 19.23). A falta de temor e consequentemente, de obediência ao Criador tem sido a razão do maligno ter a liberdade de fazer o que bem entende na vida de muita gente.

Antes de você mudar de emprego, de cidade ou de igreja, experimente mudar suas atitudes e repensar o seu relacionamento com Deus. Não é o diabo que é forte, o problema é que o relacionamento que muita gente religiosa tem com Deus tem sido fraco, mecânico e superficial. 











Comentários
1 Comentários

{ 1 comentários ... read them below or add one }

  1. arrebentou...até parece que fui eu que fiz...kkkkkkkkkk
    "vizinha macumbeira"
    me lembro de uns amigos que sempre tem uma "senhora"

    ResponderExcluir

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu