Postado por: Rubens Ennes sexta-feira, outubro 11





Quando alguém decide se calar a respeito de algo, é porque acredita que talvez não valha a pena se envolver em tal assunto. Com o fim de evitar qualquer tipo de desgaste ou atrito, a pessoa decide omitir aquilo que está pensando. Entretanto, existe um assunto do qual não podemos nos esquivar e se tentarmos ignorá-lo, a coisa poderá ficar ainda pior. E o rei Davi que o diga!

Davi até que tentou manter em segredo o seu pecado, mas depois de tanto se desgastar inutilmente, teve que se render.  No salmo 32.3, ele afirmou: “enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos...”, ou seja, não valeu a pena. Os pecados que cometemos são poeiras do tipo que não podem ser varridas para debaixo do tapete. 

Em Jeremias 8.4, usando de analogia, o Senhor Deus faz perguntas convidando Seu povo a pensar: “Assim diz o SENHOR: Quando caem os homens, não se tornam a levantar? Quando alguém se desvia do caminho, não torna a voltar?". O raciocínio é lógico: assim como ninguém que tropeça e cai irá permanecer estatelado no chão, mas, logo se levantará e seguirá em frente. E assim com alguém que errou a caminho não ficará perdido sem nada fazer, mas vai buscar a ajuda necessária para reencontrar o caminho. Da mesma forma, aqueles que caíram em pecado e se perderam durante a caminhada não podem (pelo menos, não deveriam) continuar na mesma condição.

Além do Espírito Santo, somente a própria pessoa é que sabe de sua real condição espiritual. Por mais que alguém tente se convencer que tudo está bem, no fundo, ela mesma sabe como de fato está. Mas, o que ganhamos fingindo que está tudo bem? Que mal conseguiremos evitar, mentindo para nós mesmos?

A boa notícia
Diante da sociedade existem crimes considerados imperdoáveis. A pessoa que cometeu uma crueldade fica marcada para o resto da vida e para muitos, ela não merece uma segunda chance. Porém diante de Deus, o criminoso pode ter a sua conta zerada quando verdadeiramente se arrepende. 

O Senhor Deus está muito acima de nós e não guarda qualquer ressentimento. A Bíblia afirma no Salmo 103 que Ele é misericordioso e não vai ficar irado para sempre e nem retribui segundo as nossas maldades. Alias, pobre de nós se isso acontecesse! 

Não é porque falhamos com Ele, que Ele se vingará falhando conosco quando mais precisarmos. Se o infiel se arrepender, o seu pecado nunca mais será levado em conta por Deus. A pessoa contará com a fidelidade de Deus, da mesma forma que alguém que foi fiel a Ele a vida inteira. E só o fato de ter a consciência de que se está com o “nome limpo” diante d’Ele é suficiente para um oprimido coração experimentar da mais perfeita paz.

A solução
Caso você esteja agora na condição de “caído” por conta de um ou vários pecados cometidos, não se cale, mas confesse a Ele o seu pecado e busque com sinceridade o perdão Divino. É hora de reconhecer que está perdido e que precisa da ajuda do Altíssimo para se levantar. Se Ele não negou perdão ao um ladrão e a uma prostituta, porque negaria a você?

Ao receber o perdão do Senhor Jesus, abrace com toda sua força esta oportunidade e decida fazer tudo como tem que ser feito, tudo que agrada a Deus. Demonstrando através de cada atitude, que realmente aprendeu a lição. 

Pr. Rubens Ennes





Redes sociais do Sentido ÚnicoFacebook | Twitter | Google +





Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu