Postado por: Rubens Ennes sábado, setembro 21





Não consigo imaginar em Daniel, um sabichão que achava que não era preciso aprender mais nada ou alguém que costumava adiar decisões importantes em sua vida pessoal ou profissional. Ele também não parecia ser do tipo que preferia facilidades, ou mesmo, que vivia esperando que Deus fizesse todo o “trabalho”.

Então, o mesmo Daniel se distinguiu destes presidentes e sátrapas, porque nele havia um espírito excelente; e o rei pensava em estabelecê-lo sobre todo o reino.”
(Dn 6.3).

Antes de qualquer coisa, Daniel era homem de Deus, mas também era competente, aplicado, responsável, determinado... Ninguém é capaz de enxergar o espírito de uma pessoa, o que o rei Dario viu foi a excelência em tudo o que Daniel fazia.

Quanto mais nos aplicarmos em tarefas que nos forem confiadas, melhores serão os resultados. Se esta dedicação for permanente, os erros diminuirão, o talento será aprimorado e a excelência será alcançada.

“Então, os presidentes e os sátrapas procuravam ocasião para acusar a Daniel a respeito do reino; mas não puderam achá-la, nem culpa alguma; porque ele era fiel, e não se achava nele nenhum erro nem culpa.” 
(Dn 6.4).

Existem pessoas que se sentem permanentemente injustiçadas porque o seu maravilhoso talento nunca foi valorizado como deveria, como aqueles presidentes e sátrapas que fizeram de tudo para impedir que Daniel fosse promovido.

Este tipo de pessoa costuma perder grandes oportunidades na vida porque não valoriza e nem  é grata por aquilo que já possui. Faz o contrário de Daniel, gasta seu tempo observando e se lamentando por algo que alguém conquistou, mas que segundo a sua própria ótica, ela mesma é que deveria ter conquistado. Ao escolher enxergar a vida por este prisma egoísta, arrogante, teimoso e invejoso, a pessoa está assinando o seu próprio atestado de incompetência. 

Somente após considerar o tempo desperdiçado e os fracassos acumulados, é que a pessoa começa a enxergar claramente o que aconteceu e cheia de remorso, começa a pensar no que poderia ter feito. Poderia ter se esforçado mais, ter feito isso a mais, ter mudado nisto, melhorado naquilo... 

Sim, poderia e não fez! Mas, quem disse que está tudo perdido? O passado é impossível de ser modificado e a oportunidade de fazer tudo diferente já chegou e se chama agora! O que você está fazendo ainda aí, parado diante deste texto?! Se levante e comece hoje a semear o seu melhor em tudo, porque Deus se encarregará de garantir a melhor colheita de sua vida. (Sl 126.5-6)

Deus abençoe

Pr. Rubens Ennes








Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu