Postado por: Rubens Ennes sábado, julho 20





Muitos pregadores entusiastas cometem um tremendo equivoco ao relacionar a quantidade de bênçãos de Deus em nossas vidas, com a qualidade de nossa comunhão com Deus. Talvez sem perceberem, estão caindo no mesmo erro dos discípulos quando acharam que a causa da enfermidade daquele cego era pecado. (Jo 9.2) O problema é que geralmente, o diagnóstico é o seguinte: “Sua vida só está assim, porque você está “mal” com Deus.” Então quer dizer que toda pessoa saudável e bem-sucedida está bem com Deus?

É óbvio que se as coisas não estão como deveriam, alguma coisa está faltando. É preciso por tanto, descobrir o que deveria estar sendo feito que você não está fazendo? Ou ainda, o que NÃO poderia ser feito que você ainda esta fazendo?

Sansão foi privilegiado com uma força sobre-humana cuja fonte era o próprio Deus. Afinal, quem conseguiria sozinho, enfrentar e vencer mil homens? Só o fato de não fugir de tamanho desafio, já mostra o quanto confiava no Deus que estava ao seu lado. Apesar disto, Sansão tomou muitas decisões sem se importar com a vontade de Deus. Como quando ignorou o sábio conselho de seus pais (Jz 14.3) ao escolher uma filisteia como esposa. Também matou trinta homens para tomar suas vestes com a finalidade de pagar a “aposta” que ele mesmo fez e perdeu. (Jz 14.19)

Em outro momento, o escolhido Sansão tem relações com uma prostituta. Apesar de tudo isto, continuava tão forte quanto antes. Prova disto, é que logo após este fato, ele arrancou e carregou por mais de trinta quilômetros, os enormes portões de Gaza. (Jz 16.1-3) Alguém poderá dizer: “Ah! Mas a força de Sansão vinha do voto que ele tinha com Deus”. Será que o Voto de Nazireu lhe dava o direito de ir contra os princípios de Deus? O que se via por fora não era um retrato fiel do que estava por dentro. A benção na vida de Sansão não representava a aprovação Divina em todos os seus atos. Deus não é conivente com o pecado. 

A soberana graça do Altíssimo revela que Ele abençoa a quem quiser e quando quiser. O Deus justo, também é misericordioso e da mesma forma que muitas vezes fomos abençoados sem merecer, com Sansão aconteceu a mesma coisa. Ou todas as bênçãos que você já recebeu foram por méritos próprios? Não acredito.

Seremos medidos de acordo com aquilo que somente Ele vê, não os fatores externos que tanto impressionam os homens, mas pelo nosso estado interior. Não se empolgue com a bonança, nem se desespere na tempestade, cuide em fazer a vontade de Deus. Pois, o verdadeiro termômetro espiritual se divide em apenas duas temperaturas: a da prática ou não da Palavra de Deus. (1 Jo 3.8-10)












Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu