Postado por: Rubens Ennes sábado, janeiro 26




Quem não gosta de ter uma amiga para todas as horas, com quem possa contar e confiar? Toda mulher aprecia uma pessoa assim, para ter uma verdadeira amizade.
 Algumas têm mais facilidade de conhecer novas pessoas, de se abrir, outras já são mais resistentes, às vezes pela própria personalidade ou pelas experiências negativas que teve ao longo da vida e não consegue mais confiar em ninguém.
Nos dias de hoje fica cada vez mais difícil conhecer pessoas confiáveis, mas não impossível. O problema é quando colocamos toda confiança no outro e não em Deus, e esperamos coisas impossíveis da outra pessoa como, por exemplo, a perfeição (perfeito só Deus), ou colocamos uma alta expectativa e exigência que muita das vezes não chega nem aos pés do que oferecemos a esse alguém (e esquecemos que os outros também esperam algo de nós). E aí, quando essa expectativa não é suprida ,vem a decepção, (que nós mesmos provocamos) e é capaz de gerar uma frieza e indiferença com relação às demais pessoas (essa é a pior atitude que um ser humano pode ter). Então, a pessoa fica armada até os dentes, achando que assim estará “protegido” da falsidade, da decepção, puro engano!
Você já conversou com alguém assim? Enquanto você está toda feliz, falando com naturalidade, sem receio, a outra pessoa te ignora, não dá a mínima importância para o que está falando, não olha em seus olhos, como quem não precisasse de você, e quisesse dizer “já esgotou seu tempo, não quero mais te ouvir”, ou fica só ouvindo sem falar nada, é horrível! Mas é como diz o bispo Macedo: é melhor sofrer por ter bons olhos do que “se dar bem” por ter maus olhos. Já vi pessoas sofrendo anos, e não conseguir resolver um problema simples, mas que para ela era a coisa mais difícil do mundo, por ter passado por situações difíceis de superar, aí ela não consegue confiar em ninguém e se fecha em seu mundinho de tristeza e sofrimento, e conforme o tempo passa fica mais difícil ainda vencer aquilo. Só quando ela muda a sua mente e se volta para Deus se desprendendo de todo passado que então há uma libertação.
Pessoas assim acham que o problema está sempre nos outros, quando na verdade está na sua falta de empatia, em não saber se colocar no lugar do outro, em achar que é autossuficiente, está na sua arrogância e no seu medo se aproximar das pessoas.
Como consequência, dá preferência às coisas que muita das vezes é necessária, mas não essencial para a vida, como a tecnologia, que com o avanço e a facilidade do acesso à internet tem cada vez mais feito seres humanos trancados numa sala e menos sociáveis dando preferência a relacionamentos virtuais ao pessoal.
Há até quem “levante a bandeira” de que prefere os animais aos seres humanos. Ora, gostar de animais e cuidar deles tudo bem, mas colocá-los como substitutos de pessoas já é demais, não? Se for assim então quando ficar doente pede para ele cuidar de você, te levar ao hospital!  
O engraçado, é ver pessoas tratando tão bem seus bichinhos ao ponto de dar uma vida de luxo e heranças para tais e não consegue dar o mesmo carinho e dedicação ao seu próximo, não sabe o que é dar um abraço amigo, conversar sem ofensas, dar a devida atenção. O usam como suprimentos de suas tristezas e solidão, admiram a capacidade do animal de não guardar rancor e receber seu dono sempre com alegria, e não são capazes de serem assim com seus semelhantes, guardam mágoas e ressentimentos durante a vida toda porque não conseguem perdoar. Que amor é esse?
Daí alguém pode dizer, “o animais não são ingratos como os seres humanos”. Quem diz isto está se incluindo no meio dos ingratos porque ela também é humana.
Na verdade, ela quer primeiro receber para depois dar, ser valorizada para depois valorizar, aí pode esperar sentado! Enquanto eu não tratar os outros da maneira que gostaria que me tratassem, será difícil receber a confiança que tanto espero. Pois, primeiro eu tenho que ser confiável e amiga, para depois receber isso em troca, não que seja algo com segundas intenções, só para receber algo, não, mas é a lei do dar para receber, aliás, o amor é isso: dar sem querer nada em troca. E eu pergunto qual é o primeiro mandamento? Jesus foi o maior exemplo de amor ao próximo, pois mesmo sabendo que iria ser traído e negado não os rejeitou, e mesmo não merecendo morreu na cruz para nos salvar!
Portanto, vamos parar de hipocrisia e sermos pessoas melhores, amáveis e confiáveis, colocando sempre Deus em primeiro lugar, o único que é perfeito e misericordioso para conosco, míseros pecadores.
Até a próxima semana, Deus abençoe.
Beatriz Lima











Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu