Postado por: Rubens Ennes domingo, dezembro 16




“Para que trabalhei até agora para me tornar mais sábio? E disse meu coração que também isso era vaidade.” (Eclesiaste 2:15)

Já vi muitas mulheres manifestarem o desejo de serem usadas por Deus, tudo bem, mas essas, no afã de desejarem tanto serem usadas, acabam tornando esse desejo em mera vaidade. Pois, elas querem ser "aquelas" que têm a palavra para passar, querem que os outros reconheçam que elas são "aquelas" que passam espírito ou "aquelas" que fizeram a “diferença” nos lugares por onde elas passaram. Sinceramente, tudo "blá-blá-blá". 

Na verdade, o que essas mulheres querem é serem reconhecidas e no fundo, no fundo, estão querendo um pedacinho da glória de Deus para si mesmas, pois desejam intensamente serem melhores do que as outras e isso é vaidade.

Quando eu tenho uma imensa gratidão pelo Senhor Jesus e O amo muito; tudo que eu for fazer, farei pensando se vou agradar o meu amor que é o Senhor Jesus, e pronto! Minha preocupação é agradá-Lo, não para ser “mais amada” por Deus do que as outras, mas consciente de que não sou nada, sou uma necessitada, pobre e nua, e se alguma glória ou algum louvor há em mim, tal glória ou tal louvor não são meus, mas do meu Senhor que pela Sua infinita misericórdia habita em mim.

Fico pensando, porque será que Rute amou tanto Noemi, ao ponto de deixar sua parentela para seguir sua sogra? Isso é no mínimo contraditório na nossa sociedade. 
Logo a sogra ela foi seguir? O que essa mulher tinha de tão especial? Como será que ela era, pra sua nora gostar tanto dela?

Entendo que Noemi era temente a Deus, porém era humana, ela confessava suas fraquezas(Rute 1:13), também entendia a fraqueza das outras, não as julgava, mas as amava. Era uma mulher sincera e companheira. 

Com certeza, não vivia arrotando santidade, ela poderia dizer que era mais amada ou melhor do que suas noras, pois afinal, ela era descendente de Israel, o povo do Deus Vivo; e suas noras quem eram? Eram de um povo qualquer, um povo que não era "amado" pelo Deus de Israel. Mas não, com certeza Noemi não fazia isso, se não suas noras iriam querer distância dela, pois cá entre nós, quem é que gosta de estar perto de alguém que vive deixando claro que o "seu jeito" de fazer (qualquer coisa) que é o jeito certo ou então vivem buscando uma palavra na bíblia para lhe corrigir?

Essas mulheres se tornam chatas, altivas e não ajudam em nada, pelo contrário, quem fica perto delas se sente oprimida e têm medo até de respirar errado, pois tudo é motivo de correção e repreensão.

O melhor ensino é o exemplo, não aquele forçado como: “vou fazer pra ver se ela aprende” - com a cara fechada e sem dizer uma palavra começa executar o seu trabalho. Mas, aquele que é feito com amor e simplicidade, que faz a outra pessoa ter vontade de estar perto e consequentemente irá aprender auxiliando e observando; e no final das contas, uma aprende com a outra.












Comentários
1 Comentários

{ 1 comentários ... read them below or add one }

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu