Postado por: Rubens Ennes quinta-feira, setembro 6





"Quero desesperadamente uma orientação, há nove anos eu era membro da igreja adventista e também era noiva, quando me envolvi com um homem casado, ele tinha um filho e sua esposa era evangélica da igreja Universal, não pensei duas vezes terminei o noivado e fiquei com ele.

Quando a esposa dele descobriu o nosso relacionamento, pensei que ele iria terminar comigo, por isso fiz de tudo destruir este casamento. Eu não aguentava vê-lo falando como ela estava fazendo de tudo para salvar o casamento. Então comecei a inventar um monte de coisa e encher a cabeça dele contra a esposa, só para eles brigarem. Eu fiz a família dele tomar ódio dela e do filho dela. A cada dia ia conseguindo com que ele se distanciasse mais dela e do filho.

Um dia, depois de dois anos, ele finalmente saiu de casa e fomos morar juntos, porém, mesmo saindo de casa isso não era o bastante para mim.  Eu queria que ele pedisse o divórcio, mas parecia que ele não queria isso, então se tornou o meu maior objetivo e foi o que consegui. Depois de quatro anos batendo na mesma tecla eu consegui que ele pedisse o divórcio, agora eu estava feliz, eu iria tirar a mulher e o filho dele do meu caminho.

Como se não bastasse, eu ainda não satisfeita em destruí-la, liguei para a casa dela e disse: “Que tipo de mulher é você, que não vem me bater?”, ela só me deu uma resposta, que quem iria me bater seria o mundo, que estava ai para ensinar o errado. Mesmo ouvindo isso, fui duas vezes com ele pegar o menino para levar na escola, para ela falar alguma coisa, mas ela parecia não se importar, então comecei a fazer a cabeça dele para ele tomar o menino dela na justiça e dar para os avós, eu só queria destruir aquela mulher.

Eu já estava casada com ele, mas mesmo assim eu a via como uma ameaça a minha felicidade, hoje tenho um filho dele e não quero o filho dele perto do meu, eu odeio aquele garoto. Não quero aquele garoto dentro da minha casa, mas ele vai buscá-lo para passar finais de semana com ele, brigamos por isso, ele me faz lembrar a mãe dele.

Estou arrependida do que fiz, o meu marido mudou muito, hoje vivemos de aparências. 
Na frente dos outros parecemos o casal mais apaixonado, mas quando estamos sozinhos, um não olha para cara do outro. O que eu fiz da minha vida?  Eu nem sei se foi amor ou se foi paixão, o encanto acabou, a mãe dele fica dizendo para ter outro filho que tudo se resolve.

Será que é verdade, um filho vai trazer ele para mim? Preciso de uma orientação."
N.S. - via "S.O.S Espiritual" do blog





_______________________________________






Amiga, definitivamente, ter mais um filho não irá aproximá-la de seu marido, não se engane, se isso fosse real seu esposo não teria deixado da 1° mulher para ficar com você ou ainda, vocês estariam até hoje em lua de mel, pois você já tem um filho com ele. E isso não é verdade, pelo que você conta o relacionamento de vocês não vai nada bem.


Realmente tudo o que você fez para ter este homem ao seu lado não é e nunca foi amor, olha o que a palavra de Deus diz sobre o amor: “O amor é paciente, é benigno, o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus próprios interesses, não se exaspera, não se ressente do mal, não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade...” (1 coríntios 13.4-7)

Tudo que começa errado tende a terminar errado, não adianta agora tentar tapar o sol com a peneira ou querer usar um inocente para tentar resolver seus problemas, me perdoe falar, mas isso é tolice, não vai resolver, olha o que diz a palavra de Deus: “A loucura é mulher apaixonada, é ignorante e não sabe coisa alguma.” (Provérbios 13.9)

A mulher apaixonada é desesperada e não age com sabedoria, também é idólatra, pois idolatra o homem que ela diz que “ama”, quando na verdade o seu único ídolo deve ser o Senhor Jesus, aí sim, por Ele você pode sentir paixão, por Ele você deve sacrificar seus desejos e suas vontades, se necessário até mesmo abandonar pessoas que de alguma forma te faria se afastar d’Ele.

É minha amiga, você se apaixonou pela pessoa errada se a sua paixão tivesse sido o Senhor Jesus hoje você não estaria vivendo esse dilema, mas ainda há tempo de reverter essa situação, mude seu foco!

Não tenha medo de pedir perdão para quem quer que seja, isso te fará bem e te trará um sono mais tranquilo longe de toda essa preocupação e amargura em que você vem vivendo.

Ao invés de lutar pelo seu marido, lute pela sua salvação, porque somente estando forte espiritualmente, você terá condições de enfrentar e vencer com fé e sabedoria os problemas que você tem passado.

Espero ter ajudado, Deus a abençoe.

Pr. Rubens Ennes







________________________________________







Ps. Se você está sofrendo, precisando de ajuda ou deseja receber uma orientação, 
saiba que estamos aqui para lhe ajudar. 
Você pode entrar em contato conosco por AQUI ou nos enviar um e-mail para 
sentidounico@r7.com
Fazendo o seu desabafo e relatando o seu dilema.
Estaremos orando por você e lhe orientado à luz das Escrituras.















Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu