Postado por: Rubens Lucas domingo, agosto 7



Já pensou se alguém que você ama muito todos os dias olhasse pra você e dissesse pela manhã:"Me ajuda hoje, por favor." À noite, em uma reunião familiar chegasse perto de você e dissesse: "Eu te amo."  

E na hora de dormir só dissesse:  "Obrigada por tudo."; mas passasse o dia inteiro ao seu lado, sabendo que você está ali, mas não lhe desse atenção, apenas em algum momento que precisasse de ajuda? É mais ou menos isso que acaba acontecendo entre muita gente e Deus...

Não somos robôs, não podemos adorar a Deus de maneira mecânica, repetitiva, por obrigação.

Aprendi assim que cheguei à igreja, que a nossa oração deve ser iniciada ao levantarmos e encerrada ao deitarmos, que ao longo do dia, ainda que não fiquemos de joelhos e de olhos fechados, devemos estar em sintonia com Deus a cada segundo; não apenas nos momentos de necessidade. Nosso diálogo com Ele tem que ser constante, íntimo. Mas só mantemos um diálogo  com quem sentimos prazer em conversar. 

Você pode até conversar com pessoas conhecidas, mas há sempre alguém que você acaba escolhendo pra contar as suas particularidades e  pedir conselhos. Por que não fazer isso com Deus? Fazer Dele o seu Amigo, Conselheiro e Amado da sua alma? 

Quem nunca teve uma experiência com Deus de falar e ter a certeza que Ele está te ouvindo, pode não entender o que estou dizendo. Mas é simples: é só ir pra algum lugar onde ninguém vai te atrapalhar (seu quarto, uma sala, o banheiro...) e começar a falar com Ele. Dizer que você quer conhecê-lo de verdade, pedir pra Ele se mostrar pra você. Dizer que você quer conhecer esse Deus que tanto ouve falar, e Ele vai aparecer pra você. (Não a olhos físicos! Você pode não sentir nada na hora, mas vai ter a certeza de que Ele é real, que as suas palavras não foram faladas ao vento) 
Não como um robô que repete uma frase já pré-estabelecida (no passado eu fazia várias rezas, achando que isso me aproximaria de Deus. Repetia várias vezes a mesma coisa, mas entrava vazia e saía oca). Mas a primeira vez que eu tive uma experiência com Ele não foi através de vãs repetições. Como já disse, usei apenas minhas palavras de adolescente, porém sinceras.O meu primeiro Eu te amo, eu falei para o meu Deus. 

Confiando, provando e vendo hoje e todos os dias como Deus é bom!


Jane Medeiros



Deixe o seu comentário:

Para o Sentido Único, a sua opinião sobre o tema em questão é muito importante. Deixe seu comentário!

Avise-me sobre novas publicações | Avise-me sobre comentários seguintes por email

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu