Os Três Tipos de Servos



Considero que podem existir pelo menos três tipos de “servos” em meio ao batalhão de pessoas que afirmam estar servindo a Deus. Existem aqueles que chamo de servos da igreja, porque apesar de atenderem as expectativas da instituição, tem o seu relacionamento com Deus resumido ao que fazem dentro da igreja física, enquanto, deixam a desejar fora dela em suas responsabilidades de pai, mãe, marido, esposa, filho, aluno, empregado ou patrão.

A segunda “espécie” de servo, defino como servos do pastor, são os que se dispõem a servir com todas as forças apenas o que está sob a vista do pastor, enquanto aquilo que somente Deus está vendo não é considerado porque a princípio, não será reconhecido ou elogiado. 

Mas, como estamos falando de Obra de Deus, onde não deveria, mas, existe vaidade, egoísmo e hipocrisia, pois, estamos falando de seres humanos, e onde existe gente, existe tudo isto e mais um pouco;  também existem os legítimos servos de Deus, um precioso grupo que precisamos nos esforçar para estar e permanecer. A boa notícia é que não são poucos os que fazem parte deste grupo, embora, satanás dissemine e na ignorância, muitos tem comprado a ideia de que ninguém mais presta.

A respeito dos servos de Deus, o Senhor Jesus afirmou que sempre estariam onde Ele estivesse. “Onde Eu estou, ali estará o Meu servo” (João 12.26) Mas, aí fica a pergunta: onde é que o Senhor Jesus está? Estaria Ele confinado nas quatro paredes da igreja física? Claro que não! O próprio Deus faz questão de nos responder: “Porque assim diz o Alto, o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo: Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e vivificar o coração dos contritos” (Isaías 57.15) Sim, ele está lá fora, muito além da cômoda rotina religiosa.

Em Seu ministério terreno, o Senhor Jesus andava de aldeia em aldeia levando oportunidade de Salvação a todos, não ficava confinado em um templo, todos tinham acesso a Ele, pobres e ricos. Em muitos momentos, era até reprovado por religiosos que condenavam Sua proximidade dos pecadores, só que Ele não estava junto do corrupto, do ladrão ou da prostituta para fazer o que faziam, e tampouco para condená-los, mas, para dar a vida que os “sãos”, iludidos com a passageira sensação de bem estar, rejeitariam. Era para aquela gente que o Senhor tinha vindo a este mundo, essa era (e ainda é) a vontade do Pai, salvar os que se veem perdidos sem o Senhor Jesus (Mt 9.13).

Quando o servo de Deus é sábio, ele adota uma postura vigilante ao ponto de se cobrar diariamente sobre a sua necessidade de ter sido útil para Deus naquele dia, porque sabe que estar na frente de batalha o ajuda a se manter de pé, porque estar junto das almas contritas e abatidas para levar Vida, é estar junto do próprio Senhor Jesus, por isso, ficamos maravilhados quando percebemos que estamos sendo usados por Ele e voltamos com nosso ânimo renovado quando levamos as boas novas do Reino a alguém.

Ter o privilégio de ser instrumento nas mãos de Deus para a transformação de uma vida não é pouca coisa, mas quando não nos colocamos a disposição do Seu Santo Espírito, perdemos a noção da importância do nosso chamado e começamos a enxergar os nossos problemas muito maiores do que realmente são. Um declínio espiritual que se inicia quando deixamos de pensar como Deus, para considerarmos apenas o nosso lado.

Nesse mundo, existe uma multidão que está como a boa terra, pronta para receber a semente do Evangelho, são pessoas que chegaram ao fundo de poço, estão quebrantadas e pedindo um sinal do céu, pedindo uma prova do Amor de Deus lhe mostrando uma última porta ou então, vão dar cabo da sua existência sofrida. Mas, enquanto isto, muitos servos estão ocupados com picuinhas dentro das igrejas. Sabe de uma coisa, é injusto ver uma pessoa morrendo de sede e negar um copo de água, é diabólico termos, mas negarmos o remédio que o doente precisa.










quinta-feira, fevereiro 4
Postado por: Rubens Ennes

Não Deixes o Seu Lugar



Todo trabalho do ser humano é vaidade se não houver um verdadeiro sentido em nossa vida, podemos ter paz em nosso lar, ter um marido fiel, um lugar para morar, mas somente quando somos usadas pelo Espírito Santo é que nos sentimos satisfeitas de verdade, pois afinal é para isso que aqui estamos, e se isso não acontece não somos felizes de verdade.

É essencial que meditemos na Palavra de Deus, pois viver pela fé é viver de acordo com o que está escrito, mas como viverei o que está escrito se eu não sei o que está escrito?! Por isso, a importância de meditarmos em Sua Palavra, como por exemplo, em Eclesiastes 10:4 diz o seguinte: 
 " Se o espírito do príncipe se enfurece contra ti, não deixes o teu lugar; porque a mansidão impede graves erros." 
Quantos deixaram o seu lugar, virando as costas para o seu chamado porque se acharam injustiçados?! Quantos no nosso meio que vivem em guerra um contra o outro, como se o adversário fosse o seu próximo ao invés de ser o diabo?! Quantos tem cometido graves erros, porque na hora da adversidade tem se entregado às suas razões que muitas vezes são dignas, mas que acabam sendo perdidas justamente por confiarem mais nelas do que na Palavra de Deus.

Não é fácil negar-se a si mesmo por uma boa convivência. Somente quando confiamos na Palavra do nosso Pai é que realmente vivemos pela fé.









quarta-feira, fevereiro 3
Postado por: Elizia Lucas

Carga Pesada



Imagine uma pessoa que está atrasada para tomar seu voo, o aeroporto cheio de gente e ela não consegue caminhar sem se esbarrar nas pessoas porque sua equipagem acaba de quebrar as rodas por conta do peso. Ela não tem outra escolha, deve carregar ela mesma a bagagem nos braços e andando lentamente ao longo do corredor congestionado em direção à área de embarque.

Imediatamente, um jovem se aproxima dela para oferecer ajuda e carregar a mala, porém ela não aceita, e responde “obrigada, eu carrego”. Até ela se dar conta que a área de embarque está dois pisos acima, se dirige as escadas, e alguém pergunta: não seria mais fácil subir de elevador, está logo ali? Mas, ela responde “obrigada, eu carrego!” Quando finalmente sente os braços dormentes pela pressão da mala, as costas doem por causa do peso, então ela vê vários carrinhos de carga disponíveis, porém ela os ignora pensando: “eu posso carregar “.

Esta parece ser uma história absurda, não é verdade? Quem prefere carregar uma mala pesada, deixando de lado todas as oportunidades de livrar-se dela? No entanto, muitas pessoas dentro da igreja estão fazendo isso. Nosso Deus e Senhor nos chamou para colocar todas as nossas preocupações e problemas aos seus pés. Mas, quando não vamos em oração e entregamos tudo a Ele, nos tornamos tão estúpidos como esta pessoa da história, que vai andando pelo aeroporto murmurando:” eu carrego! ”

Será que você não está carregando uma carga muito pesada sozinho? Não despreze a oferta do Senhor Deus em ajudá-lo. A verdade é que não podemos “carregar tudo”, Deus nunca quis que tentássemos.

Na verdade, somos servos de Deus, mas simplesmente não nos aventuramos a entregar a nossa carga de preocupações Àquele que quer e pode nos socorrer. Racionalmente nos preocupamos de fato, mas o cuidado de Deus está acima do nosso entendimento.

“Lança o teu fardo sobre o Senhor, e Ele te susterá; nunca permitirá que o justo seja abalado”. (Salmo 55:22)

Pense nisso e que Deus o abençoe.










terça-feira, fevereiro 2
Postado por: Rubens Ennes

A Seriedade de um Voto com Deus



Cuidados que você deve ter para com as coisas de Deus.


Para mais vídeos do pastor João Irineu visite: Pastor Irineu Universal



quinta-feira, janeiro 21
Postado por: Rubens Ennes

Será que preciso de um retiro de libertação?



Boa noite! Gostaria de pedir um aconselhamento sobre determinado assunto. Estou na Igreja há anos, já me converti verdadeiramente, mas mesmo assim, sempre que há uma brecha eu caio no pecado. E sempre Deus me toca e eu volto a servi-lo. Mas sei que isto está errado e as vezes sinto que tenho que me libertar de vez do pecado, mas não sei como fazê-lo! E no momento atual em que eu vivo, eu não estou conseguindo nem falar com Deus mais de tão atolada que estou! Gostaria de pedir uma palavra de aconselhamento! Será preciso um retiro de libertação ou não?Agradeço desde já, Giovanna


Olá Giovanna. Talvez, você tenha apenas se convencido de algo que nunca aconteceu em você. Pelo seu relato, me parece que jamais houve solidez em sua suposta conversão, pois, bastava surgir uma ocasião propícia que você sempre acabava caindo em tentação. O nome disto não é conversão.

Todos nós pecamos, mas, o convertido não vive na prática do pecado, não é dominado por ele.  Mas, não escrevo isto em tom condenatório como se você fosse a criatura mais pecadora do universo e eu, a alma mais santa e pura, claro que não! Apenas destaquei uma possível falta de conversão verdadeira, por ser bastante comum que muitas pessoas confundam a conversão com uma emoção que experimentaram num momento de forte apelo para a Salvação durante um culto que participavam ou de um louvor que entoavam. E sabemos que as promessas que fazemos em meio uma grande comoção, não costumam ser cumpridas. A palavras podem até terem sido ditas com sinceridade, mas, não com a consciência do que elas significam e no que elas nos implicam.

Quando a conversão é consciente e não emotiva, nos lembramos do compromisso que um dia assumimos com Deus toda vez que o pecado vem nos assediar e por isto, recebemos a força do Espírito para podermos resistir. Nossa carne pode ser fraca, mas o Espírito Santo está pronto para nos sustentar, e é preciso que nos voltemos totalmente para Ele.


A dificuldade que hoje você encontra ao tentar conversar com Deus é fruto de um distanciamento que você permitiu acontecer. No entanto, você não precisa de nenhum “retiro de libertação” para se reencontrar com o Criador, pelo contrário, é mais simples do que você pensa. Basta você fazer agora mesmo, uma oração sincera em nome do Senhor Jesus que você já estará frente a frente com Deus novamente. Você pode não estar se achando digna de ser atendida pelo Altíssimo, se sentindo fraca e desanimada, mas, saiba que Ele está a espera de uma atitude firme de sua parte em direção a Ele, se arrependendo do que cometeu e se concertando com Deus. Que Deus a abençoe.

Atenciosamente,
Rubens Ennes | sentidounico.org












sexta-feira, janeiro 15
Postado por: Rubens Ennes

Os Trilhos da Oração


“E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei. ” (João 13.13-14)

A oração é o caminho para que a obra de Deus siga seu objetivo, a oração representa para a obra de Deus o mesmo que os trilhos representam para o trem. A locomotiva é uma máquina poderosa, pode carregar milhares de toneladas de carga em cima, pode viajar muitos quilômetros em um único dia, porém, sem os trilhos ela não pode avançar um metro, se tentar andar se afundaria rapidamente no solo. Ela tem a capacidade de viajar longas distâncias inclusive países, mas não vai a nenhuma parte se primeiro não instalar os trilhos, essa é a mesma relação entre a oração e a obra de Deus.

Não há dúvidas que Deus é Soberano e Ele trabalha poderosamente, porém não pode atuar se você e eu não nos esforçamos e trabalhamos lado a lado com Ele por meio da oração. Há muitas coisas que Deus quer fazer, mas Ele não faz porque os Seus filhos não ajudam, em outras palavras, não oram para preparar o caminho do Senhor Deus.

Não existe responsabilidade que se possa comparar a este trabalho, ainda que as nossas atividades sejam importantes dentro e fora da igreja, trabalhar com Deus através das orações que fazemos, é sem dúvida, muito mais importante, Deus só pode trabalhar nos lugares onde seus filhos dão apoio por meio das orações. Foi assim que a igreja primitiva começou, ela avançava, evangelizava, porém, existia um espírito de oração, a igreja se reunia com frequência para orar. O próprio Senhor Jesus tinha uma vida de oração, quando tinha que tomar alguma decisão importante como foi escolher os doze discípulos, Ele orou toda a noite, ele sempre se afastava de todos para passar momentos como o Seu Pai.

Hoje em dia, com tudo o que temos (redes sociais, celulares inteligentes, tabletes, etc.) é muito difícil separarmos um tempo para orar por nós, quanto mais pela obra de Deus. Hoje temos toda a tecnologia a nosso favor, mas infelizmente já não existe mais aquele espírito de guerra (oração) como antes, haviam servos de Deus que mal sabiam falar, porém eram verdadeiros guerreiros de oração. E quanta diferença isso fazia na vida das pessoas!  Pare e pense quanto tempo você tem separado para orar por você e pela obra de Deus? 

José Ferro











terça-feira, janeiro 5
Postado por: Rubens Ennes

Como Nascer de Deus? | Núbia Siqueira



No quadro "Mulheres em Foco", a sra Núbia Siqueira falou sobre a necessidade de nascer de novo e também contou como e quando aconteceu o seu Novo Nascimento.











Postado por: Rubens Ennes

O Triste Destino dos Nascidos de Mulher



No exército, todos os soldados de um pelotão recebem o mesmo treinamento, a mesma preparação. No entanto, apesar de possuírem os mesmos recursos à disposição, nem todos conseguirão tomar a decisão certa ou reagir da maneira necessária em meio a tensão do campo de batalha. Por isto, é comum alguns afirmarem que somente uma guerra seria capaz de revelar quem são os heróis e quem são os covardes.

Acho que estou um pouco familiarizado com esta realidade militar, pois, o que acontece lá não é muito diferente do que temos visto dentro das igrejas ao longo dos anos. Entenda: na igreja, todos ouvem a mesma pregação, além de terem diante de si a vontade de Deus revelada que é a Bíblia Sagrada; todos podem receber o mesmo ensinamento e também de igual modo, têm a oportunidade de receber o mesmo Espírito, o Espírito Santo. Mas, não tem jeito! Chega uma hora, que a gritante diferença que existe entre os nascidos de mulher (carne) e os nascidos do Espírito fica explícita diante de todos.

"O homem, nascido de mulher, vive breve tempo, cheio de inquietação. Nasce como a flor e murcha; foge como a sombra e não permanece;"(Jó 14.1-2)

Obviamente, todos nós, seres humanos nascemos de mulher, este não é o problema. Caso frequente a igreja há algum tempo, você já deve ter percebido que existe uma rotatividade muito grande de pessoas dentro dela. Pessoas que saem, voltam e saem de novo... E porque isto acontece? 

O problema é que muitos ainda estão na mesma condição em que vieram ao mundo, poucos são os que realmente nasceram do Espírito. Os que ainda estão na condição de nascidos da carne, não conseguem permanecer firmes diante das tentações ou provações que surgem. A princípio, até conseguem resistir um pouco, mas com o tempo acabam murchando. Não suportam a pressão, porque não possuem estrutura espiritual para isso.

Existem também, aqueles que iludidos com o mundo, saem da presença de Deus, achando que haverá tempo para retornar. Quem dera que dê tempo de voltarem! Mas não é isto que temos visto. Há pouco tempo atrás, era comum encontrarmos vídeos de alerta para a nossa salvação, noticiando a forma trágica em que morreram alguns ex-pastores, ex-obreiros ou ex-membros da igreja. Na época, algumas pessoas até nos criticaram, acusando os pastores de praticarem terrorismo psicológico para não perderem fiéis. Mas, independente do que pensam os religiosos frustrados de plantão, não podemos nos esquecer que o trágico não é a forma brutal com que se perde a vida, pois morrer, todos nós iremos. O trágico mesmo é morrer sem a salvação.

Particularmente, ainda não conheci ninguém que tenha voltado "bem" para a presença de Deus, pelo contrário... Ainda que uma pessoa consiga voltar a tempo de livrar sua alma do tormento eterno, o prejuízo terreno poderá ser muito grande. Com certeza, não vale à pena pagar pra ver! Pelo futuro de nossa alma, precisamos avaliar constantemente o nosso estado espiritual. Se você percebe que ainda não nasceu de Deus, trate de buscar isto com todas as suas forças, porque se permanecer nesta condição, você é forte candidato a ser mais um a desertar do exercito celestial.














segunda-feira, janeiro 4
Postado por: Rubens Ennes

Não Dependa de Motivação




Quando se tem grandes objetivos na vida, é importante estarmos cercados de elementos que nos motivem a ir além. No entanto, não faltarão situações adversas em que verdadeiros baldes de água fria serão jogados sobre os nossos sonhos e planos, ao ponto, de praticamente apagar a última centelha de motivação que ainda existia em nós. Uma grande decepção, uma simples frustração ou o acúmulo de pequenas falhas pessoais podem ser suficientes para nos causar este estrago emocional chamado desânimo. 

Pode até ser algo natural e compreensível, mas, estar desmotivado jamais poderá servir de justificativa para permanecermos abatidos e não reagirmos. Porque se as coisas já não estão indo bem, deixar de lutar só irá fazer com que tudo fique ainda pior. E é isso que você quer? Claro que não! 

Infelizmente, a maioria das pessoas reagem mal ao fracasso, e movidas pelo peso da culpa acabam por punirem a si mesmas se auto rotulando de "fracassadas". Só que alguns tropeços na vida não são o bastante para tornar alguém um fracassado; e nem tampouco, uma derrota tem o poder de nos definir como perdedores. Não pense que para ser bem-sucedido, você precisará sempre ter tudo sob o seu controle. Nem tudo que acontece em nossa vida podemos controlar, deixe isso para DeusNão se culpe pelos fracassos e nem se preocupe com o que não está ao seu alcance para resolver. Ficar se martirizando não irá mudar o que já aconteceu.

Comece hoje, a olhar a vida por uma perspectiva diferente. Se aplique em descobrir os seus pontos a melhorar, identifique suas dificuldades e as desafieSem dúvida, o caminho para dar a volta por cima é enfrentar o problema, seja ele qual for. Por exemplo: Se você é muito tímido, converse mais, puxe conversa no ponto de ônibus, na fila do supermercado, etc. Enfrente este medo! Caso você esteja se sentindo deprimido, se lembre das atividades que te fazem bem, coisas que você gosta e que te alegram, e pratique-as diariamente. E se está magoado com alguém, quebre o gelo e ligue para esta pessoa, não espere mais, dê o primeiro passo e busque uma conciliação (Lembrando que a decisão sempre será sua, no caso de mágoa, você pode ficar a insistir em seu orgulho e simplesmente dizer: "Fulano me magoou." Ou, enfrentar a realidade, ser humilde e reconhecer dizendo: "Eu deixei entrar no coração o que fulano fez").

Nunca mais espere estar motivado ou com vontade de fazer as coisas para começar a agir. A vida segue, o tempo não para, os problemas e o próprio inferno não irão ficar de braços cruzados esperando a gente sentir vontade de reagir. Por isto, façamos o que é preciso ser feito e ponto.

Rubens Ennes











domingo, janeiro 3
Postado por: Rubens Ennes

Reações e Expectativas Diferentes


Aqueles que tem algo a esconder sempre irão tremer enquanto houver alguma possibilidade de tudo ser descoberto. Se estão ocultando é porque estão consciêntes do erro, mas, temem pelas consequências, são homens (ou mulheres) para fazer, mas não para assumir. 

Imagine um marido infiel, quando está em casa, fica inquieto ao olhar nos olhos da esposa e perde a paz sempre que o seu telefone tocar em um outro cômodo da casa. A chamada ou mensagem do WhatsApp, poderia ser de qualquer pessoa, um parente ou algum amigo próximo, mas, a consciência pesada o faz pensar apenas no seu segredinho e no que poderia acontecer se fosse enfim, desmascarado. Agora, atente para o que está escrito:

"Portanto, não os temais; pois nada há encoberto, que não venha a ser revelado; nem oculto, que não venha a ser conhecido." Mateus 10.26

Aos que tem "culpa no cartório", este versículo bíblico poderia soar claramente como uma grande ameaça. "Se eu for descoberto, já era, a casa caiu pra mim!"

Por outro lado, existem pessoas que não temem, mas, anseiam pelo cumprimento desta Verdade. Talvez, o mundo nem saiba que elas existam, mas, apesar de não serem notadas por ninguém, semeiam diariamente a fé, o amor, a justiça e a misericórdia por onde vão. Elas não se esforçam em aparecer ou em serem reconhecidas, simplesmente, não se incomodam com o anonimato, pois, sabem que a glória deste mundo (que faz a cabeça de muitos) é passageira. Não trabalham para os homens e nem esperam por eles, por isso, jamais se decepcionam ou se frustram. Ao contrário, buscam com todas as forças servir e honrar ao Senhor de suas vidas da melhor maneira possível.

Você pode não ver, mas ainda existem muitos servos do Altíssimo sinceros e fiéis, um remanescente que se enche de alegria com o versículo acima. Suas convicções são fortalecidas e suas esperanças renovadas com a expectativa de um dia colherem o que a tempos estão plantando com fidelidade. Não trabalham pensando nesta recompensa, mas, creem no que está prometido.

Fica a cada de nós, as seguintes perguntas: O que temos semeado por aí? Quando o que temos feito em oculto for revelado, qual será a nossa reação? Há expectativa positiva de sua parte ou sobra pavor e preocupação quanto a chegada deste dia? 

Muitos chamam o tempo de senhor da verdade, pois, o que é falso não resiste ao tempo, enquanto, o que é verdadeiro não apenas resiste, como se confirma e amadurece com ele.















sábado, janeiro 2
Postado por: Rubens Ennes

Porque Deus permitiu uma coisa dessas?



"Como que pode? Porque Deus permitiu uma coisa dessas?" Estas são apenas algumas, das muitas perguntas que poderão surgir em nossa mente, quando passarmos por situações nos deixarão sem entender o porquê de estarmos vivendo aquilo. É provável, que algumas destas questões, sejam finalmente respondidas ou compreendidas num futuro próximo; no entanto, talvez jamais tenhamos as respostas para outros questionamentos.

Acredito que Deus nem permite que o ser humano alcance a compreensão de todas as coisas, para que ele não se ache autossuficiente e acabe por se corromper, pois por coisas muito menores o seu coração já se enche de orgulho.

"As coisas encobertas pertencem ao SENHOR nosso Deus,
porém as reveladas nos pertencem a nós...”. (Deuteronômio 29.29)

Na prática, alguns destes “mistérios” existem apenas para que nunca venhamos nos esquecer quem é Deus e quem somos nós diante dEle. Mas infelizmente, muitas pessoas ainda insistem em tentar compreender ou em questionar as coisas encobertas; enquanto, ignoram às reveladas, ou seja, aquilo que já aprenderam. Independente do seu "nível" de conhecimento das Escrituras, a questão não é o quanto você sabe ou deixa de saber, o que realmente importa é o seguinte: Daquilo que você tem lido, ouvido e aprendido; o que você tem praticado?

O nosso ponto de vista é muito limitado e nunca será maior ou melhor que a sabedoria e o entendimento de Deus. As Escrituras Sagradas não proíbem que você busque respostas, ao contrário, enquanto existir em você um desejo sincero em aprender ou em se aproximar de Deus; o próprio Espírito Santo se encarregará de ensiná-lo e guiá-lo a experiências extraordinárias com Deus. Se houver obediência a Sua Palavra, então, a pessoa não terá motivo algum para se preocupar. Ainda, que você não esteja vendo sentido em nada, o Senhor estará cuidando de tudo para você e ao Seu tempo tudo sairá de acordo com a Sua soberana vontade.










sexta-feira, janeiro 1
Postado por: Rubens Ennes

A Resposta Certa para Perguntas Inúteis



Muitas pessoas gastam um tempo precioso fazendo a si mesmas perguntas sem fundamento. Um esforço inútil para encontrar uma resposta que não os ajudará em nada. "O que eu fiz para merecer isto?", "Será que este é o meu destino?". Estes são apenas alguns exemplos de perguntas que jamais nos levarão a lugar algum. E o máximo que se encontrará com isto, será algo que possa talvez justificar aquela situação.

Os questionamentos corretos sempre conduziram a humanidade às novas descobertas, e isto sim, poderá mover sua vida para novas conquistas. Na vida, é preciso a gente crescer, amadurecer e aprender, ainda que seja com nossos próprios erros. Afinal, ninguém nasce sabendo.Muitos problemas que enfrentamos hoje, são resultados de alguns equívocos que cometemos no passado ou da nossa falta de maturidade (ou experiência) em alguma ocasião.

Entretanto, também existirão em nossa dificuldades que serão incompreensível para nossa limitada mente humana. São aqueles problemas inevitáveis que surgirão, quer a gente queira, quer não. Claro que se Deus está permitindo algum propósito existe e geralmente nestas situações, é ELE mesmo nos preparando para algo muito maior e melhor.

No passado, muitos cegos de nascença ou mulheres estéreis eram descriminados pela sociedade e considerados malditos. Sempre surgia alguém que dizia: "O que será que ela fez? Que pecado que ele cometeu? Para estar nesta situação, certamente fez coisa errada..."  Certamente, eles não tinham culpa nenhuma de terem nascido como nasceram, era como se estivessem condenados a viver daquele jeito. Era de fato, uma grande injustiça. Mas, não é porque temos um problema sem solução aparente, que nada poderia ser feitoPor isto, sempre houve entre aquele injustiçados quem não cruzou os braços, manifestou a fé e mudou o seu destinos.

Os olhos da fé fazem com que a pessoa consiga enxergar o lado positivo em tudo. Somente possui este tipo de visão, aquele que tem certeza que Deus é com ele. Ele consegue entender que assim como existe a bonança depois da tempestade, também há grandes oportunidades por trás das dificuldades. Por maior que seja o problema que você possa estar enfrentando, saiba que tudo isto servirá para você mostrar ao mundo a grandeza do nosso Deus e o quanto você confia n’Ele.

E Quando toda esta tempestade passar e você permanecer, poderá com satisfação, 
enfim dizer: Valeu à pena! Valeu à pena ter obedecido, valeu à pena ter sido fiel, valeu à pena ter agido a minha fé, valeu pena ter perseverado até o fim!








quinta-feira, dezembro 31
Postado por: Rubens Ennes

Eleitor de Prioridades



Certa vez, entrei em uma borracharia para consertar um pneu do carro, pois, havia furado. Enquanto aguardava o serviço ser realizado, me chamou a atenção uma placa pendurada que trazia o seguinte dizer: “Quem não tem tempo para cuidar da saúde, terá que encontrar tempo para cuidar da doença. ” O proprietário daquele estabelecimento parecia realmente acreditar nesta verdade, era um senhor aposentado de aparência saudável que praticava ciclismo diariamente com um grupo de amigos, e que decorava um canto de sua loja com alguns troféus e medalhas conquistadas em competições desta modalidade.

Por maiores que sejam as nossas responsabilidades, temos a liberdade para definir como usaremos o nosso tempo, ao nosso favor ou contra. Particularmente, nunca esqueci as diversas vezes que cheguei em casa frustrado ao final de um dia, me sentindo aborrecido comigo mesmo por não ter aproveitado de uma maneira melhor cada minuto daquelas 24 horas. É muito duro admitir que desperdiçamos o nosso tempo com atividades inúteis, porém, ao reconhecer nossa própria displicência, estamos dando o primeiro passo para evitar um futuro de arrependimentos ainda maiores.

"Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno os seus pensamentos; volte-se ao Senhor, que se compadecerá dele; e para o nosso Deus, porque é generoso em perdoar." (Isaías 55.6-7)

Somos eleitores das prioridades de nossa vida e diretamente responsáveis pelo que se tornou importante nela. Orar, meditar na Palavra, jejuar, congregar, evangelizar e sacrificar não pode se tornar algo raro, mas, quando perdemos o foco do mais importante, que é o Reino de Deus, fazer a vontade de Deus deixa de ser interessante e se torna um peso para nós. Eis a razão de existirem muitas pessoas que no passado viviam pela fé, eram tementes a Deus e sempre estavam prontas para a fazer a Sua vontade, mas que hoje estão se arrastando pelos cantos das igrejas, fatigadas espiritualmente, cheias de teorias e ponderações, e sem nenhum ânimo para fazer existir tempo em sua egoísta agenda para ser dedicado exclusivamente ao Deus Altíssimo.


Por fim, parafraseando a filosofia do sábio borracheiro: Se quem não tem tempo para cuidar da saúde, terá que encontrar tempo para cuidar da doença; quem hoje não encontra tempo para cuidar da Salvação, pode amanhã (ou hoje mesmo), dispor todo o tempo do mundo para encarar uma eternidade de tormento. 











quarta-feira, dezembro 30
Postado por: Rubens Ennes

O Tempo Já Chegou, embora muitos finjam não perceber...



Quando o povo judeu retornou a Jerusalém após o sofrido exílio babilônico, existia uma consciência coletiva de que antes mesmo de iniciarem a reconstrução de suas vidas, era preciso primeiro restaurar a aliança com Deus. Não dava para perder mais tempo, os erros passados não poderiam se repetir. 

Tantas vezes, as autoridades políticas e religiosas, assim como todos em Judá haviam sido alertados sobre o perigo que corriam ao se afastarem do Deus de Abraão, até que a tragédia anunciada finalmente aconteceu e não houve quem os pode livrar das mãos de Nabucodonosor. Com o cerco e invasão de Jerusalém, o saque dos utensílios sagrados e a destruição do Templo erguido por Salomão, estava escancarado que a Glória do Senhor havia se retirado do meio de um povo que insistiu em rejeitá-Lo.

Como é que vocês podem ter tão pouco juízo? Vocês começaram a sua vida cristã pelo poder do Espírito de Deus e agora querem ir até o fim pelas suas próprias forças? Será que as coisas pelas quais vocês passaram não serviram para nada? Não é possível! (Gálatas 3.3-4 - NTLH)

Todos nós, já falhamos muito com Deus e claro, tivemos experiências amargas oriundas de nossa desobediência. Não podemos deixar cair no esquecimento as doloridas lições aprendidas em meio aos nossos tropeços. Portanto, era evidente ao povo de Judá que aquele recomeço dependia de um novo conserto com Deus, o que explica o fervor inicial na reconstrução do Templo de Jerusalém. Porém, a medida que os dias foram passando, houve um esfriamento e já não se via a mesma união e disposição nas obras do Santuário, o relacionamento com Deus estava novamente sendo desprezado e trocado por outras prioridades. As pessoas que pareciam ter aprendido a lição, repetiam o antigo erro e agora diziam: “não veio ainda o tempo, o tempo em que a Casa do Senhor deve ser edificada. ” (Ageu 1.2)

O tempo de restaurar a adoração a Deus já havia chegado, mas Judá fingia não entender. Não é difícil de compreender o que estava acontecendo na cabeça daqueles judeus, não era apenas o Templo que estava em ruínas, mas, toda cidade de Jerusalém. Acredito que ao longo do caminho de regresso à Terra Santa, aquelas pessoas faziam alegremente os seus planos para a retomada de suas vidas. Entretanto, era tempo de adiar os seus projetos pessoais e renunciar muito mais do que os escassos recursos materiais que dispunham naquele momento, eles estavam sendo desafiados a contrariar a própria vontade por um motivo infinitamente superior, uma nova aliança com Deus. O que certamente, traria um futuro de sólida prosperidade que jamais a força do seu braço ou os seus recursos materiais poderiam proporcionar.

O Deus de Abraão sempre quis cuidar do Seu povo, mas, nem todos creem ou confiam em Seus cuidados. Por isso, pegam atalhos, armam esquemas ou agem com esperteza para chegarem mais rápido no topo. Só que mais cedo ou mais tarde, a conta chega e a casa cai. A única coisa que Deus espera é obediência, quando damos ouvidos a Sua voz, concedemos a Ele liberdade para nos cuidar do Seu jeito. Pode confiar, Ele é infinitamente mais competente que você para cuidar de sua vida. 












terça-feira, dezembro 29
Postado por: Rubens Ennes

O Maior Conflito de Todos os Tempos | Núbia Siqueira



Como resolver os seus conflitos interiores.









segunda-feira, dezembro 28
Postado por: Rubens Ennes

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Vale o clique!

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu