Onde você colocar a sua MENTE, ali estará o seu CORAÇÃO


Duas crianças estavam brincando na rua, se aproxima uma senhora para pedir um grande favor. Ela contou para os dois meninos que estava muito chateada porque tinha alguns gatos que subiam no seu telhado durante as noites e que faziam muito barulho e interrompiam o seu sono, e assim ela pediu ajuda. Com muito sacrifício e com a ajuda de uma escada aqueles dois garotos conseguiram subir no telhado, surpreendidos descobriram que alguém colocava comida e água para aqueles gatos bagunceiros.

Um dos garotos desceu para comunicar aquela senhora que os gatos permaneciam ali porque alguém lhes dava de comer. Então, aquela senhora respondeu: “Ah sim, é que me dá muita tristeza de vê-los com fome por isso que eu coloco alimentos para eles”. Claro que os dois garotos saíram dali rindo sem parar, e essa história nos deixa uma grande lição. 

Para muitos pode parecer engraçado, porém, sem perceber em certas ocasiões agimos da mesma maneira que aquela senhora, muitas vezes temos em nossa cabeça, lembranças do passado, ideias ou pensamentos que gostaríamos de eliminá-los, mas ao mesmo tempo tratamos de alimentar esses pensamentos negativos e ainda perguntamos porque eles continuam ali. Se você continuar cultivando coisas negativas em sua cabeça e no seu coração, eles vão permanecer e não importa o quanto você não queira. 

Você tem que tomar muito cuidado com as ideias que você está alimentando em sua cabeça, porque as suas ideias tornam-se em ações, suas ações em hábitos e seus hábitos mudam o seu destino. Onde você colocar a sua mente ali estará o seu coração. Não se esqueça que as coisas que você tem na mente são as que guiará o seu coração. Coloque seus pensamentos em coisas boas e positivas. 


Deixe de nutrir seus medos, seus rancores, essas lembranças que te fazem sofrer, em vez disso, alimente seus objetivos, suas paixões, seus projetos e boas ideias. Você verá que a sua vida estará em paz. 

Pr. José Ferro








quinta-feira, janeiro 22
Postado por: Rubens Ennes

O Abismo da Pornografia




Desta vez, o programa Obreiros em Foco abordou um tema real e polêmico, mas, até então, pouco falado no meio cristão: a pornografia.











quarta-feira, janeiro 21
Postado por: Rubens Ennes

O que é inteligência?



Quando eu estava no exército, fiz um teste de aptidão, solicitado a todos os soldados, e consegui 160 pontos. A média era 100. Ninguém na base tinha visto uma nota dessas e durante duas horas eu fui o assunto principal. (Não significou nada. No dia seguinte eu ainda era um soldado raso da KP - Kitchen Police.)

Durante toda minha vida consegui notas como essa, o que sempre me deu uma ideia de que eu era realmente muito inteligente. E eu imaginava que as outras pessoas também achavam isso.

Porém, na verdade, será que essas notas não significam apenas que eu sou muito bom para responder um tipo específico de perguntas acadêmicas, consideradas pertinentes pelas pessoas que formularam esses testes de inteligência, e que provavelmente têm uma habilidade intelectual parecida com a minha?

Por exemplo, eu conhecia um mecânico que jamais conseguiria passar em um teste desses. Acho que não chegaria a fazer 80 pontos. Portanto, sempre me considerei muito mais inteligente que ele.

Mas, quando acontecia alguma coisa com o meu carro e eu precisava de alguém para dar um jeito rápido, era ele que eu procurava. Observava como ele investigava a situação enquanto fazia seus pronunciamentos sábios e profundos, como se fossem oráculos divinos. No fim, ele sempre consertava meu carro.

Então imagine se esses testes de inteligência fossem preparados pelo meu mecânico. Ou por um carpinteiro, ou um fazendeiro, ou qualquer outro que não fosse um acadêmico.

Em qualquer desses testes eu comprovaria minha total ignorância e estupidez. Na verdade, seria mesmo considerado um ignorante, um estúpido.

Em um mundo onde eu não pudesse me valer do meu treinamento acadêmico ou do meu talento com as palavras e tivesse que fazer algum trabalho com as minhas mãos ou desembaraçar alguma coisa complicada eu me daria muito mal. A minha inteligência, portanto, não é algo absoluto mas sim algo imposto como tal, por uma pequena parcela da sociedade em que vivo.

Vamos considerar o meu mecânico, mais uma vez. Ele adorava contar piadas. Certa vez ele levantou sua cabeça por cima do capô do meu carro e me perguntou:

-- Doutor, um surdo-mudo entrou numa loja de construção para comprar uns pregos. Ele colocou dois dedos no balcão como se estivesse segurando um prego invisível e com a outra mão, imitou umas marteladas. O balconista trouxe então um martelo. Ele balançou a cabeça de um lado para o outro negativamente e apontou para os dedos no balcão. Dessa vez o balconista trouxe vários pregos, ele escolheu o tamanho que queria e foi embora. O cliente seguinte era um cego. Ele queria comprar uma tesoura. Como o senhor acha que ele fez?

Eu levantei minha mão e "cortei o ar" com dois dedos, como uma tesoura.

-- Mas você é muito burro mesmo! Ele simplesmente abriu a boca e usou a voz para pedir?

Enquanto meu mecânico gargalhava, ele ainda falou: "Tô fazendo essa pegadinha com todos os clientes hoje”.

-- E muitos caíram?? perguntei esperançoso.

-- Alguns. Mas com você eu tinha certeza absoluta que ia funcionar?

-- Ah é? Por quê??

-- Porque você tem muito estudo doutor, sabia que não seria muito esperto.

E algo dentro de mim dizia que ele tinha alguma razão nisso tudo.

Extraído da autobiografia pelo Dr. Isaac Asimov (1920-1992): It's Been a Good Life








Postado por: Rubens Ennes

Vício tem Cura? | Reportagem do Domingo Espetacular



Reportagem completa no Domingo Espetacular da Rede Record











segunda-feira, janeiro 19
Postado por: Rubens Ennes

O Profeta nasceu para não ter honra | bispo Inaldo Silva





Mensagem muito forte! Acredito que todos nós que servimos a Deus precisamos ouvir isto.
Bispo Inaldo Silva, Ministro Interdenominacional da Igreja Universal do Reino de Deus.










sexta-feira, janeiro 16
Postado por: Rubens Ennes

Mendigos são inconvenientes




Mendigos são inconvenientes.
Embora, poucos tenham coragem para admitir, moradores de rua são vistos como verdadeiras ameaças ao nosso mundinho perfeito e colorido. Eles enfeiam nossas cidades, sujam as nossas ruas, ocupam as nossas calçadas, e até tomam o nosso tempo e estragam o nosso dia. Afinal, porque eles tinham que existir?

A presença deles nos incomoda porque nos desmascara e mostra que somos tão incompetentes que construímos ao longo de nossa existência sistemas que fracassaram. Recebemos um mundo verdadeiramente perfeito, com manual de instruções e tudo, e o que fizemos? Nos superamos em maldade, conseguindo tornar o meio que vivemos pior a cada dia.

Nossa sociedade é o espelho do que o homem é em sua essência, ou seja, mal. Mal ao ponto de não reconhecer a própria culpa e de ignorar o sofrimento alheio; ao mesmo tempo em que deseja que o indesejado, seja este, o problema familiar, a crise no relacionamento, as dívidas, os quilos a mais ou mesmo um pobre morador de rua, desapareça de forma mágica e instantânea, de preferência com pouco ou nenhum esforço.

E nós cristãos, embora devêssemos, não somos exceção à regra. Recentemente, presenciei esta realidade perturbadora dentro da igreja enquanto um grupo teatral do FJU (Força Jovem Universal) apresentava a peça “A Igreja Adormecida”; nela, pessoas perdidas pedem desesperadamente ajuda à uma igreja egoísta e acomodada.

Mas, o que me chamou atenção foi o que aconteceu nos “bastidores” quando um obreiro da Universal em nossa cidade integrante da peça, vestiu-se de seu personagem, um mendigo e com suas roupas sujas e rasgadas e uma coberta velha e encardida sobre os ombros chegou quinze minutos antes do culto começar e se sentou em uma das confortáveis poltronas da igreja. Centenas de pessoas foram chegando e ninguém sentou ao seu lado, ninguém o cumprimentou, ninguém o procurou para conversar, saber se estava bem ou se precisava de alguma coisa. Pelo contrário, na fileira de aproximadamente dez poltronas em que estava sentado, apenas duas senhoras tiveram a “coragem” de sentar, e ainda assim, na outra extremidade, para não correr qualquer risco.

Pedro Lucas, obreiro da Universal em Carazinho/RS

Talvez, você fizesse diferente, digo talvez porque na teoria sempre é fácil afirma alguma coisa. O interessante é que durante a peça, o nosso mendigo se levantou no meio do povo e disparou: “vocês têm medo de mim? Não precisa ter medo de mim, eu não vim aqui roubar vocês. Eu só não tive a oportunidade que vocês tiveram.” Foi um senhor tapa na cara, aliás, a peça inteira é um choque de realidade.

Voltando a frase inicial, mendigos também são inconvenientes a nós cristãos, porque revelam que a nossa tão proclamada bondade não é tão boa assim. Ou você nunca se sentiu incomodado ao ser abordado por um pedinte? Como conseguimos ficar com a consciência limpa, se não vemos a hora de nos livrar de um morador de rua que vem ao nosso encontro? E como será a nossa próxima oração? Iremos dizer a Deus que O amamos, mesmo que em nosso dia-a-dia fingimos que aquela alma aflita não está ali?

Não estou falando sobre acolher um desconhecido dentro de sua própria casa, oferecer moradia é função do Estado, o problema é que as vezes, não fazemos nem o mínimo que está ao nosso alcance fazer. A palavra “inconveniente” pode ser definida como aquilo que é sem proveito ou desvantajoso. E é neste ponto que nossa maldade é evidenciada, mendigos são inconvenientes porque não é interessante fazer qualquer tipo de benfeitoria a alguém que não pode nos dar algo em troca e nem nos proporcionar lucro ou benefício algum.

"Se amais os que vos amam, qual é a vossa recompensa? Porque até os pecadores amam aos que os amam. Se fizerdes o bem aos que vos fazem o bem, qual é a vossa recompensa? Até os pecadores fazem isso.” (Lucas 6.32-33)


Apesar da bondade ser fruto do Espírito Santo, não há garantia de salvação para uma pessoa apenas por ela ser generosa, pois, nunca conseguiríamos sermos bons o suficiente para alcançar salvação; entretanto, se somos avarentos e egoístas é certo não haverá lugar no Reino de Deus para nós. Ainda bem que Ele é “benigno até para com os ingratos e maus." (Lucas 6.35), e nos dá oportunidade de arrependimento e salvação.

Pr. Rubens Ennes









quinta-feira, janeiro 15
Postado por: Rubens Ennes

Fofoca na Obra de Deus?



Obreiros em Foco: Fofoca no meio Cristão








quarta-feira, janeiro 14
Postado por: Rubens Ennes

Quando a promoção não vem….



Você estava esperando dar aquele salto na carreira, assumir um cargo mais alto e na avaliação de desempenho descobre que a promoção não saiu. E agora, você deve continuar ou não na empresa? Tudo vai depender da sua dedicação pra chegar lá. Será que você realmente fez por merecer? Você encarava as tarefas que o chefe lhe dava, era proativo ou só ficava reclamando?


1. Não fique inconformado se não recebeu a promoção esperada.2. Fique calmo, analise o que deu errado.3. Não fique desanimado, persista e só saia do emprego e não conseguir superar a situação.

É importante fazer uma autocrítica antes de sair por aí chutando o balde. Nós costumamos adotar uma postura de vítimas quando algo não sai do jeito que gostaríamos. Por isso, ao receber a notícia de que a promoção não saiu, reflita um pouco sobre suas ações. Agora, se você sempre se esforçou, se antecipava às situações e costumava propor ideias novas, vale a pena tentar entender o que aconteceu.

Neste caso, veja quais perspectivas poderão se abrir pra você e o quanto estará disposto a esperar. Só não vale continuar no barco desmotivado, assistindo à vida passar, sem continuar batalhando. Se você permanecer no emprego é preciso seguir na briga. Mas se o desânimo persistir e perder a confiança no processo, procure um novo caminho fora dali. Quando se está insatisfeito, o desempenho vai cair ainda mais e será perda de tempo.

Julio Sergio Cardozo
Palestrante, Consultor de carreiras e Conselheiro de empresas










terça-feira, janeiro 13
Postado por: Rubens Ennes

Nem tudo está perdido



“Falava ele ainda, quando chegaram alguns da casa do chefe da sinagoga, a quem disseram: Tua filha já morreu; porque ainda incomodas o Mestre? Mas Jesus, sem acudir a tais palavras, disse ao chefe da sinagoga: Não temas, crê somente” (Marcos 5:35-36). 


Para Jairo neste momento Jesus tinha demorado muito em responder e estava tudo acabado, não podia fazer nada mais, quando alguns da sua própria casa chegaram para dizer: “Tua filha já morreu”, em outras palavras, não há nada que se possa fazer, o tempo se acabou.

Até que Jesus olhou para Jairo e disse: “Não temas, crê somente”.

Será que você não tem passado por momentos assim, em que parece que o tempo se acabou e que está tudo perdido? Há momentos em que ninguém acredita em você ou na sua capacidade, ninguém te encoraja, te levanta ou te mostra uma solução. Imagina a dor de Jairo quando disseram: “Tua filha já morreu”, porém, imagine também Jesus olhando bem nos olhos de Jairo e dizendo: “Não temas crê somente”! E é mesmo que Ele diz para você neste exato momento, não importa o tamanho da sua dor ou do seu problema; “Não temas, crê somente”.

Você crê ??? 

Pr. José Ferro







segunda-feira, janeiro 12
Postado por: Rubens Ennes

O filho de Deus não busca felicidade | Bp. Clodomir Santos




O filho de Deus busca santidade e não felicidade.








Postado por: Rubens Ennes

Quando o mundo cai ao meu redor...



Quando o mundo cai ao nosso redor, os braços de Deus nos seguram. Que música linda! Lembrei do salmo 46.

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações.Portanto, não temeremos ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares;ainda que as águas tumultuem e espumejem e na sua fúria os montes se estremeçam.Há um rio, cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo.Deus está no meio dela; jamais será abalada; Deus a ajudará desde antemanhã.Bramam nações, reinos se abalam; ele faz ouvir a sua voz, e a terra se dissolve.O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio.Vinde, contemplai as obras do SENHOR, que assolações efetuou na terra.Ele põe termo à guerra até aos confins do mundo, quebra o arco e despedaça a lança; queima os carros no fogo.Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus; sou exaltado entre as nações, sou exaltado na terra.O SENHOR dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio. (Salmo 46)









sábado, janeiro 10
Postado por: Rubens Ennes

Três jovens e uma peneira



Três jovens chegaram para o pastor e perguntaram:
- Pastor, a palavra diz "enchei-vos do Espirito Santo", mas como se faz isso?

O pastor lhes entregou uma peneira e disse:
- Vão até o rio e encham essa peneira com água, quando conseguirem vocês terão a resposta

Os três jovens foram um tanto quanto duvidosos, chegando no rio, eles tentaram mas não conseguiam, dois disseram:
- Aquele pastor está louco, vamos embora senão ficaremos o dia todo aqui.

Horas mais tarde o pastor foi até aquele rio e encontrou apenas um dos jovens que mergulhava a peneira e levantava, repetidas vezes. 

Ao ver o pastor ele disse meio triste:
- Ah pastor, quando eu coloco a peneira no rio ela fica cheia, mas quando tiro ela esvazia!

- Eis a sua resposta meu jovem, você só poderá ser cheio enquanto permanecer mergulhado n'Ele!









Postado por: Rubens Ennes

Sem tempo para fazer a Obra de Deus



O bispo Domingos e sua esposa Núbia Siqueira abordaram o desafio de administrar bem o tempo em nossos dias, inclusive, na Obra de Deus.










terça-feira, janeiro 6
Postado por: Rubens Ennes

Deixe Jesus "bagunçar" a sua vida | Rodolfo Abrantes




Rodolfo Abrantes, ex-vocalista da banda "Raimundos", conta um pouco sobre sua vida e como algumas coisas mudaram depois de sua conversão.









segunda-feira, janeiro 5
Postado por: Rubens Ennes

Não se limite, supere-se!



O vídeo pode até ser pequeno, mas, os exemplos de superação nele registrado
são tão grandes que vão te inspirar a ir além.

Deus abençoe!







Postado por: Rubens Ennes

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Vale o clique!

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu