Mortificando os feitos da Carne | bispo Renato Maduro



RELÍQUIA: Uma mensagem do saudoso bispo Renato Maduro sobre a importância do Espírito Santo em nossas vidas.










quarta-feira, agosto 26
Postado por: Rubens Ennes

Cadê os capítulos da novela???




Em consideração aos amigos que estavam acompanhando a novela “Os Dez Mandamentos” aqui no Sentido Único, me vi na obrigação de publicar esta nota, uma vez que excluímos a página referente a novela.

Ocorre que TODOS os capítulos da novela "Os Dez Mandamentos" foram e estão sendo bloqueados pela Rede Record com base em seus direitos autorais. Em seu site oficial, a emissora só disponibiliza os capítulos em vídeos bem resumidos, e se alguém quiser assistir na íntegra, terá que assinar o R7Play, o que recomendo, afinal, custa apenas R$ 10,90 por mês.

Nós do Sentido Único, nunca “upamos” os capítulos da novela, nosso site apenas divulgava os capítulos da novela que encontrávamos na internet e disponibilizava para quem não pode assistir, a exemplo de pessoas de outros países ou que trabalham no horário de exibição da novela.

Portanto, respeitando os direitos do criador e proprietário do conteúdo, estarei publicando no blog, APENAS o que a Record disponibilizar em seu portal oficial, o R7.com. Somos um blog cristão sem fins lucrativos, visamos apenas somar no Reino. Por isto, tomamos a decisão por questão de consciência e espero que compreendam.


Atenciosamente,

Rubens Ennes









Postado por: Rubens Ennes

Podcast: Livre-se desta poeira! | Pr. Rubens Ennes



Quando alguém decide se calar a respeito de algo, é porque acredita que talvez não valha a pena se envolver em tal assunto. Com o fim de evitar qualquer tipo de desgaste ou atrito, a pessoa decide omitir aquilo que está pensando. Entretanto, existe um assunto do qual não podemos nos esquivar e se tentarmos ignorá-lo, a coisa poderá ficar ainda pior. E o rei Davi que o diga!














terça-feira, agosto 25
Postado por: Rubens Ennes

Não me converto por causa dos maus exemplos...



O bispo Clodomir Santos falou sobre pessoas que creditam o seu atraso espiritual à má conduta de pessoas que da igreja que deveriam dar exemplo.













Postado por: Rubens Ennes

Escolhidos pela Misericórdia



Quem serve a Deus em Sua Obra foi vocacionado pelo Altíssimo. Se fomos chamados entre tantos outros, fica a pergunta: o que será que Deus viu de tão especial em nós para nos conceder imenso privilégio? Seria a nossa sinceridade e inteligência ou a nossa bondade de coração e amor ao próximo?

Talvez, a resposta não agrade aqueles que achavam ter em si mesmo, algo que os diferenciava do demais, reles mortais. Você já parou para pensar que talvez, o Todo Poderoso não tenha visto absolutamente NADA de mais, apenas teve misericórdia de nós. Ele disse: “Terei misericórdia de quem me aprouver ter.” (Romanos 9.15) Sim, meu amigo, os méritos são todos do Senhor dos Exércitos e engana-se quem pensa o contrário.

Reconhecer a misericórdia de Deus é reconhecê-Lo como a maior autoridade do Universo e que Sua vontade é soberana. Quando digo que algo só aconteceu pela misericórdia de Deus, estou afirmando que se Deus decidisse que não deveria acontecer, simplesmente, não aconteceria. Neste ponto, alguém poderia reclamar uma suposta falta de misericórdia Divina nas tragédias e crimes bárbaros, mas, não podemos esquecer que também existe a teimosia e maldade humana, além da atuação demoníaca neste mundo tenebroso; debitar tudo na conta de Deus seria covardia.

O próprio Senhor Jesus declara que não foram os discípulos que O escolheram, mas, o olhar de misericórdia do Mestre que enxergou aqueles homens simples e desacreditados não como eram, mas, como se tornariam se aceitassem o sacrifício de saírem de suas zonas de conforto e permitissem serem lapidados pelo Espírito Santo. (Jo 15.16)

Se recebemos este importante voto de confiança do Criador, temos que estar cientes da grande responsabilidade que isso nos implica. Embora tenha sido chamado sem merecer, Deus só poderá cumprir o Seu propósito através de mim, se eu estiver disposto a contar menos com a força do meu braço e mais com a ajuda do Seu Espírito, me sacrificando diariamente para satisfazer a Sua vontade e ficando na dependência exclusiva d’Ele.

Quando esquecemos que só estamos como evangelistas, obreiros ou pastores pela Sua misericórdia, perdemos a visão e a condição de servos de Deus, e nos tornamos orgulhosos e vaidosos; e passamos a nos sentir desvalorizados se não somos elogiados, desrespeitados quando não reconhecem o título de nossa “unção” nos chamando de “sr.” ou “sra. ”, humilhados quando somos chamados atenção e injustiçados se alguém que julgamos não merecer recebe alguma função ou autoridade superior à nossa.

Hoje, eu entendo porque fui alertado inúmeras vezes por meus pastores que na Obra de Deus, as pessoas podem até serem únicas, mas, jamais serão insubstituíveis. Enquanto, somos gratos por Sua misericórdia, seremos usados por Deus e dedicaremos as glórias a Ele; porém, se achamos que merecemos algum tipo de consideração ou reconhecimento pelo que o Espírito Santo já operou através de nós, não podemos mais servir de instrumento nas mãos de Deus e outro servo terá que ser chamado, outra geração terá que se levantar.

Que Deus tenha misericórdia de nossas almas e nos permita serví-Lo por toda a Eternidade. 

Pr. Rubens Ennes











quarta-feira, agosto 19
Postado por: Rubens Ennes

Quem é o deus de seus atos? | Bispo Clodomir Santos



Se Deus não leva em conta os anos de nossa ignorância espiritual, o mesmo não acontece após termos conhecido a Verdade, o Evangelho.










Postado por: Rubens Ennes

Daniel decidiu obedecer



Ainda que Daniel tenha vivido em cativeiro na Babilônia, ele tomou a decisão de não se desviar das leis de Deus e nunca deixou de obedecer. Mas, o que o motivou a viver desta maneira? A fé, o amor e o temor que ele tinha do seu Deus, deram forças para evitar que ele se contaminasse com a comida e o vinho do rei. Daniel sabia que os benefícios de comer e beber das iguarias que eram servidas na corte eram passageiros, enquanto que a sua obediência a Deus o conduzia a vida eterna.

A dedicação à Deus significa tomar a decisão de afastar-se das coisas do mundo, para servir, amar, adorar e obedecer somente a Deus. É você poder afirmar: “ Senhor, cada parte de mim e tudo o que eu tenho lhe pertence, eu quero fazer a sua vontade”. 

Quando temos o Senhor Jesus como centro do nosso foco, nosso coração se enche de alegria e de fé, nos sentimos motivados a seguir em frente mesmo quando enfrentamos as piores provas, quando atravessamos o nosso pior deserto e ainda enfrentamos a solidão. Sua conduta foi caracterizada por sua confiança e dependência de Deus. Jesus prometeu o Espírito Santo para nos dar direção e entendimento (João 16:13). 


Por meio da oração e meditação na Palavra de Deus, manteremos os nossos olhos sempre olhando para o alto, e os nossos ouvidos sempre estarão atentos a sua voz, o nosso coração e a nossa mente estarão motivados a obedecer, e assim seremos capazes de ter a mesma obediência incondicional de Daniel, que decidiu pela fidelidade a Deus sabendo que esta, o conduziria a Vida Eterna. Devemos seguir seu exemplo, sabendo que o nosso Senhor nos prometeu a salvação eterna, se obedecemos a sua palavra. É você quem decide. 

Pr. José Ferro










terça-feira, agosto 18
Postado por: Rubens Ennes

O Fogo da Vitória



O fogo era o elemento mais usado na Bíblia para revelar a Deus e a Sua grandeza, e também para mostrar aqueles que vivem pela fé.

- O fogo aquece, ilumina, o fogo se espalha. 
- Foi com fogo que o pacto de Abraão foi selado. 
- Foi através da sarça que não se consumia pelo fogo, que Deus apareceu a Moisés. 
- Foi com fogo que Elias provou que o Senhor era Deus. 
- Foi o mesmo Elias que foi levado aos céus numa carruagem de fogo. 
- O fogo do altar não podia se apagar. 
- Foi com fogo que o templo foi consagrado. 
- O senhor Jesus batiza com o Espírito Santo e com fogo. 
- Línguas como de fogo apareceram no cenáculo no dia de Pentecostes. 
- O elemento mais usado no templo era o azeite, porque era o combustível para o fogo. 

Quando uma pessoa está na fé, dizemos que ela está acesa, e quando não vive pela fé, dizemos que está apagada. Mas afinal, porque ela tem que estar acesa? E o que ela precisa para acender outra vez?

O critério usado por Deus para manter acesos os trezentos de Gideão, foi entregar uma trombeta e um cântaro. E qual o uso desses elementos em uma guerra?

A trombeta é um instrumento de sopro, para usar é necessário encher os pulmões de ar, representa o grito, as lágrimas, o clamor, a pessoa apenas clama a Deus quando ela chega no limite do sofrimento. Quem quer vencer os problemas e estar aceso, tem que deixar de orar e aprender a clamar a pleno pulmões.

O cântaro representa a vida do guerreiro, porque era usado para transportar água para a batalha, e no caso dos trezentos, Deus mandou levarem fogo no lugar de água. O fogo no cântaro representava a vitória que estava dentro deles, porém, foi necessário uma coisa, eles manifestarem a indignação que é o combustível do fogo de Deus dentro de cada pessoa que deseja a vitória. 


O povo na época de Gideão estava apagado, por essa razão não tinha forças para resistir aos seus inimigos. Sete anos falando de derrotas, até que Deus finalmente encontrou a trezentos homens acesos com o fogo da indignação. Trezentos homens que não queriam mais viver escondidos e derrotados, homens que marcaram a diferença porque estavam acesos. E você que lê essas linhas pode fazer o mesmo agora mesmo. 

Pr. José Ferro









terça-feira, agosto 11
Postado por: Rubens Ennes

Não Toque na Árvore | Bp. Adilson Silva



Pior do que errar, é não ter humildade para reconhecer que errou.








Postado por: Rubens Ennes

A Verdadeira Fé | Bispo Clodomir Santos



Infelizmente, é muito comum as pessoas se iludirem a respeito da própria fé,mas, existem reações que não podem ser ignoradas e que revelam se realmente estamos na fé ou não.










Postado por: Rubens Ennes

O Sucesso começa do pescoço para cima | Bp. Edson Costa



Existem pelo menos quatro recursos para o sucesso que seencontram acima do pescoço de cada ser humano.






Falei mal de uma igreja, blasfemei contra o Espírito Santo?


Achei o site pois estava procurando sobre o pecado imperdoável.Alguns dias atrás eu falei que uma igreja só poderia ter deixado satanás entrar dentro dela, pois, as pessoas se deixaram levar por emoções e doutrinas de demônios. Eu sou de analisar muito as coisas e essa igreja me deixou bem triste. Pois além dos líderes serem grosseiros, gostavam de intrometer na vida das pessoas. Posso dizer por mim, isso aconteceu comigo. Apesar te ter falado isso, senti profundo arrependimento de ter dito que aquela igreja estava deixando satanás tomar conta do lugar. Fico com medo de ter blasfemado contra o Senhor, de ter O entristecido. Embora já tenha pedido perdão, quero viver para o Senhor e me preciso que me ajudem a esclarecer isso em minha mente... quero estar mais firme e voltar ao primeiro amor.
Obrigada, Deus abençoe vocês, me respondem por favor!
Atenciosamente, - S. M.



Olá amiga,
Se quisermos proteger a nossa fé precisamos desenvolver discernimento espiritual, algo que nos ajudará na identificação de falsas doutrinas. Para isto, precisamos ter um verdadeiro interesse em conhecer a vontade de Deus revelada nas Escrituras Sagradas, porque se não conhecemos o que é bíblico, como poderemos identificar e evitar o que não é?

Quando conhecemos e compreendemos a Palavra de Deus passamos a enxergar a vida pela ótica correta, não existindo mais lugar para crendices e sofismas que tanto atrasaram nossas vidas. É neste ponto que ficamos perplexos e indignados com a maneira que muitas pessoas sinceras estão sendo enganadas por satanás através das mais diversas práticas religiosas. Portanto, a sua afirmação de que tal igreja estaria permitindo satanás tomar conta do lugar é compreensível e não pode caracterizar blasfêmia contra o Espírito Santo, uma vez que sua intenção foi a de alertar e não de negar ou demonizar a Divindade de Cristo.

Porém, é preciso cuidado para não realizarmos uma generalização burra, julgando e condenando equivocadamente uma congregação inteira por causa de algumas laranjas podres. E mesmo que a heresia seja institucionalizada, temos que ter sabedoria e cautela ao conversar com seus seguidores, para que não se sintam desrespeitados pois, professam voluntariamente aquela fé.

A Palavra de Deus nos ensina a acolher com paciência os que ainda são débeis na fé (Rm 14), não adianta termos uma boa intenção em ajudar o nosso próximo sendo intolerantes e desiquilibrados lançando verdades a quem ainda é incapaz de compreendê-las. O resultado pode ser desastroso pois, aquilo que hoje para nós parece ser tão óbvio, ainda é obscuro para maioria; e ao invés de ganhar, poderemos estar perdendo uma alma.

A Verdade pode ser dita de formas diferentes e temos que priorizar a mais eficiente. Embora tenha radicalizado em algumas oportunidades, como na expulsão dos cambistas no Templo e no embate que teve com os fariseus em João 8, o nosso Senhor Jesus condenava atitudes e nunca pessoas ou instituições. Ele demonstrava o Seu zelo espiritual ensinando e vivendo a vontade do Pai. Devemos ser radicais na proteção da pureza de nosso relacionamento com Deus e ao mesmo tempo sábios e responsáveis em nossas atitudes em relação ao nosso semelhante para que ajuntemos, e não espalhemos no Reino de Deus. Deus abençoe.

Atenciosamente,


Pr. Rubens Ennes



Leia também: Quais os sintomas de que cometi o Pecado Imperdoável?












terça-feira, agosto 4
Postado por: Rubens Ennes

Você é cristão e se sente perseguido? Você precisa assistir este vídeo!



Valorize o que você tem recebido de Deus.







Estou pagando pelo que não fiz | Pr. Jacob



"Bem-aventurados aqueles cujas iniqüidades são perdoadas, e cujos pecados são cobertos" (Romanos 4.7)






sábado, agosto 1
Postado por: Rubens Ennes

A Luz têm que brilhar


“Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso pai que está nos céus”. (Mt 5.14-16)

Nesta passagem, Jesus está chamando a atenção para duas coisas: nossos recursos (talentos) e nossa responsabilidade. É como se Ele estivesse dizendo: “você não pode ser inútil, te dei tudo o que precisa para brilhar e crescer a luz que está dentro de você, por isso, há responsabilidade de fazer com que esta luz brilhe diante dos homens, diante das pessoas que vivem ao seu redor. É uma obrigação levar a luz da verdade para nossa família, amigos e etc... Estou guiando você para que você guie outros a mim. E a igreja tem a mesma responsabilidade, Deus estabeleceu para que ela brilhe, que ela envie a Sua luz para cada coração. 


Ele quer que Seus servos guiem almas a Ele, para conhecê-lo e assim representá-lo em tudo que fizerem. Quando a igreja e o seus membros tem essa classe de visão, impactará o mundo a sua volta. Como servo do Senhor Jesus não importa quem é você, onde mora ou que título possui, você tem que tomar uma decisão, pode ficar aí sentado vendo como morrem as pessoas, ou pode levantar-se agora mesmo e começar a obedecer e a atuar em nome do Senhor Jesus e começar a brilhar! 

Essa é a hora onde servos de Deus tomam uma decisão, a quem vão servir, a quem vão agradar! Medite nisso!

Pr. José Ferro










sexta-feira, julho 31
Postado por: Rubens Ennes

Receba as novidades do Blog em seu e-mail

Mantenha-se informado e atualizado

+ Recentes

Arquivos do blog

Sentido Único ©Copyright - Todos os direitos Reservados.. Tecnologia do Blogger.

Vale o clique!

Copyright © Sentido Único | Seguindo Sempre na Direção do Céu